Após decisão da Justiça suíça, o atacante do Inter Paolo Guerrero está impedido de jogar por mais oito meses

A Justiça comum da Suíça revogou o efeito suspensivo concedido em maio deste ano para Paolo Guerrero, e o atacante do Internacional terá que cumprir o resto da pena por doping, ficando mais oito meses longe dos gramados. Por ter esgotado o último recurso, o peruano não tem mais caminho jurídico para tentar modificar a decisão. Guerrero já cumpriu seis meses da pena.

Inicialmente, o atacante foi condenado a cumprir um ano de suspensão por doping causado por um metabólito da cocaína, em outubro do ano passado, em um jogo das eliminatórias do Mundial da Rússia. Em dezembro, Guerrero conseguiu a redução da pena junto à Fifa (a entidade máxima do futebol) para seis meses – o que permitiu ao peruano voltar a vestir a camisa do Flamengo em maio deste ano e liberaria o jogador para disputar a Copa.

Guerrero voltou a jogar no dia 6 de maio, apenas três dias após ser julgado em última instância pelo TAS (Tribunal Arbitral do Esporte), em Lausanne, na Suíça. Ele participou de três jogos do Flamengo neste período, contra Inter, Ponte Preta e Chapeconese, marcando um gol contra a equipe catarinense.

Ainda em maio, o Tribunal Arbitral do Esporte, na Suíça, ampliou a pena para 14 meses de suspensão. No entanto, o peruano conseguiu efeito suspensivo superprovisório junto à Justiça comum da Suíça, possibilitando sua participação no Mundial de 2018.

O atacante disputou o torneio pela seleção peruana, que caiu na fase de grupos. Ele deixou a sua marca na vitória por 2 a 0 sobre a Austrália. Em julho, voltou ao Flamengo para aparecer em mais quatro compromissos pelo Brasileirão. Neste mês, o atacante assinou contrato por três temporadas com o Internacional, mas ainda não estreou no Colorado.

Recepção

O atacante peruano Paolo Guerrero, considerado o principal reforço do Internacional para a sequência desta temporada, chegou a Porto Alegre na manhã do dia 15 de agosto. O jogador, de 34 anos, foi recebido com muita festa pelos colorados no Aeroporto Internacional Salgado Filho. Ele assinou contrato com o clube por três temporadas.

Bastante prestativo com a torcida, Guerrero foi até os torcedores que o aguardavam no aeroporto e distribuiu autógrafos, selfies e sorrisos. Mais de 1 mil pessoas estavam presentes no portão 8 do terminal. Elas gritavam: “Paolo Guerrero, traz o tetra brasileiro”.

No time gaúcho, Guerrero vestiria neste Brasileirão a camisa 79, em referência ao último título do Campeonato Brasileiro conquistado pelo clube em 1979.

fonte: O Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *