Colegas de estudante morto a facadas durante assalto fazem caminhada e pedem justiça em Uruguaiana.

FONTE G1//Colegas do estudante de medicina veterinária Luís Emílio da Silva da Rosa, de 22 anos, morto na noite de domingo (17) em Uruguaiana, na Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, fizeram uma caminhada e pediram justiça durante a tarde desta segunda-feira (18).

Vestindo jalecos brancos com faixas pretas, cerca de 600 pessoas se reuniram em frente à Catedral de Uruguaiana e caminharam por algumas das principais ruas da cidade. A manifestação terminou na capela onde o corpo foi velado, antes de ser levado para Montenegro, cidade natal da vítima.

“A gente quer alertar e pedir a paz, pedir mais amor ao próximo e respeito. A perda do Luís a gente não quer que seja em vão”, diz a colega Lília Temp.

Por volta das 23h de domingo, a vítima caminhava com um amigo pelo Centro da cidade, quando surgiram dois assaltantes. Luís se negou a entregar o celular e foi esfaqueado. Ele chegou a ser atendido, mas morreu no hospital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *