Coração dividido: D’Ale cumpre sonho, mas se diz triste por deixar River Plate

O coração de D’Alessandro ficou apertado. O gringo não escondeu o carinho construído pelo Inter nos últimos anos. Entretanto, o laço com o River Plate sempre foi forte. Tanto que o recolocou em Núñez nesta temporada. Algo que mexeu com seu sentimento. Era algo que estava em seu desejo, e o fato de precisar deixar o clube que o revelou para o futebol mais uma vez o entristeceu.
Quando pediu para o então presidente colorado Vitorio Piffero para ser emprestado, ficou definido que o vínculo seria de um ano. A direção do Inter trocou. Marcelo Medeiros assumiu a presidência, com Roberto Melo como vice de futebol. E o gringo, após o fim do contrato, retornou ao Beira-Rio.

D’Ale sabia que voltaria a Porto Alegre. E quando percebia que a despedida do River se aproximava, o sofrimento o corroía. Ao sair do clube pelo qual foi revelado, o meia concedeu entrevista à TV do time, vibrou com o momento e a oportunidade de participar deste ano, mas que gostaria de permanecer por mais tempo.
– Tenho contrato com o Inter até o fim do ano que vem. Sabia que chegaria o momento de dizer tchau, adeus. Fui me preparando nos últimos dias. Tivemos duas partidas importantíssimas que não me deixaram parar muito, o clássico e a final da Copa Argentina. Para mim, este ano foi espetacular. Superou minhas expectativas. Voltar e ser campeão, não só de um título, mas de dois. Estou muito contente, feliz. Mas, obviamente, com um pouco de tristeza por deixar o clube que me formou e me deu tudo – comentou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *