Familiares dizem que idosa morreu à espera de atendimento em UPA de Caxias do Sul.

FONTE G1//No dia em que completaria 72 anos, a aposentada Maria Vergilina Moreira da Fonseca foi velada e sepultada nesta quinta-feira (4) em Caxias do Sul, na serra gaúcha. Segundo os familiares, ela morreu na tarde de quarta (3), enquanto buscava atendimento na UPA Zona Norte, perto da casa onde morava.

Segundo a filha Tanise Fonseca, a mãe passou mal depois do almoço e começou a sentir muito frio. A pressão estava baixa. A idosa sofria de problemas cardíacos e respiratórios e tomava medicamentos diariamente.

“Achei que iam atender ela bem rápido, porque nossa, ela estava quase desmaiando. Dá uma revolta, porque a pessoa de idade tem que ter prioridade, né?”, reclama.

O sobrinho Alexsandro Moreira Fabro acompanhou a idosa até a UPA. Ele relata que a tia demorou uma hora para ser atendida e só recebeu atenção dos profissionais quando a família invadiu a área de triagem dos pacientes.

“Ficamos uma hora esperando atendimento e eu invadi a triagem. E a mulher da triagem disse que não era a hora dela. A minha tia começou a passar mal, a tremer, e faleceu ali mesmo”, conta. “É uma negligência pelo atendimento, porque o idoso tem preferência”, completa.

A família pretende registrar um boletim de ocorrência na Polícia Civil para esclarecer os fatos. A direção da UPA prometeu uma resposta através de uma nota, assinada pela Secretaria da Saúde.

Por telefone, a Pasta informou que já está com os prontuários da paciente e vai analisar quais serão os próximos procedimentos. A nota, no entanto, ainda não foi enviada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *