Gestão Trump rescinde proteção para pais ilegais nos EUA criada por Obama

FONTE G1
//
O departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos rescindiu nesta quinta-feira (15) o programa do governo Obama para beneficiar imigrantes ilegais que eram pais de filhos com cidadania ou residência permanente no país.
O secretário de Segurança Nacional do governo Trump, John Kelly, anunciou em comunicado o fim imediato do memorando de novembro de 2014 em que o governo do ex-presidente Barack Obama eximia, temporariamente, pais de filhos regularizados da deportação.
O programa nunca entrou em vigor porque foi suspenso pela Justiça americana. O que o Departamento de Segurança Nacional anunciou agora é que não mais contestará as decisões judiciais nem defenderá a implementação da medida de alívio migratório.
O plano de Obama visava beneficiar cerca de 4 milhões de pessoas que viviam ilegalmente nos EUA desde 2010, não tinham antecedentes criminais e tinham filhos que eram cidadãos norte-americanos ou residentes legais permanentes. A ideia era que eles entrassem no programa, que os protegeriam da deportação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *