Homem é indiciado por tentativa de feminicídio por atear fogo na companheira grávida em Vacaria.

FONTE G1//Um homem de 31 anos foi indiciado por tentativa de feminicídio – quando o crime é cometido por questões relacionadas à violência doméstica ou por ódio à condição de gênero. Segundo a Polícia Civil, ele ateou fogo na ex-companheira, de 36 anos, que na época estava grávida de seis meses. O caso ocorreu na cidade de Vacaria, na Serra do Rio Grande do Sul.

Conforme o delegado Vitor Boff, o inquérito já foi concluído e enviado ao Poder Judiciário na terça-feira (5).

De acordo com a investigação, a mulher teve metade do corpo queimado após uma discussão do casal. O crime ocorreu na madrugada do dia 8 de novembro, na casa onde os dois moravam.

No mesmo dia, após ser levada ao hospital, ela passou por uma cesariana e deu à luz a um menino. O bebê nasceu saudável, embora prematuro. Apesar das queimaduras, ela também sobreviveu.

O homem foi preso em flagrante e atualmente está no Presídio Estadual de Vacaria. O casal tem antecedentes por tráfico de drogas.

Os dois apresentaram versões diferentes sobre o que teria acontecido. Em deslocamento para o hospital, a mulher disse que o companheiro jogou álcool em seu corpo e, na sequência, ele teria riscado um fósforo.

Já o homem culpa a mulher: ele admite ter despejado o liquído, mas afirma que foi ela quem ateou fogo no próprio corpo, segundo o delegado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *