Homem que confessou ter matado companheira é preso em Camaquã

A Polícia Civil da cidade de Camaquã, na Região Sul do estado, cumpriu o mandado de prisão preventiva do homem que confessou ter matado a companheira no dia 17 de outubro. Ivo Holz Tuchtenhagen, de 42 anos, admitiu para a polícia que matou Cristina Cleuzi Vareira, de 44 anos, com uma facada no abdômen, segundo a delegada Vivian Sander Duarte.

O corpo de Cristina só foi encontrado no último sábado (27), 10 dias após o homicídio. Ivo será indiciado por feminicídio e ocultação de cadáver.

O desaparecimento de Cristina foi registrado pela filha no dia 22 de outubro, quando começaram as investigações. No último fim de semana, familiares de Ivo procuraram a polícia e relataram que ele queria confessar o homicídio.

Ele já havia prestado depoimento para a polícia anteriormente. “Ele tinha contado um fato que não era verdadeiro, com diversas incongruências no depoimento. No último sábado, então, ele confessou e mostrou onde estava o corpo”, diz a delegada Vivian Sander Duarte.

A Polícia Civil já havia pedido a prisão preventiva e aguardava manifestação da Justiça.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *