Justiça decreta prisão preventiva de integrantes da quadrilha de traficante em Porto Alegre.

FONTE G1//Os 45 mandados de prisão temporária expedidos para integrantes da quadrilha de Leonardo Ramos de Souza, mais conhecido como Peixe, foram convertidos em preventiva pela Vara Criminal do Fórum Regional do bairro de Sarandi, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (20).

Destes, 36 suspeitos haviam sido presos na Operação Torres de Babel, deflagrada em 28 de novembro contra a organização, que concentrava suas operações de tráfico de drogas no bairro Glória, em Porto Alegre. Outros nove permanecem foragidos.

Na operação, os agentes identificaram, entre o patrimônio ligado a Peixe, uma mansão de alto padrão, onde vivia a esposa do traficante, que foi presa no dia 8 de dezembro. No pátio, a polícia localizou um alçapão, que serviria como rota de fuga. Além disso, também descobriram que Peixe mantinha uma espécie de “albergue”, para abrigar os integrantes de sua quadrilha.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *