Justiça determina interdição parcial do Presídio Regional de Pelotas

FONTE: G1.COM/RS

Justiça determinou a interdição parcial do Presídio Regional de Pelotas, na Região Sul do Rio Grande do Sul. Nenhum preso da região está sendo encaminhado para o local. Os detentos que estão nas delegacias permanecerão nos locais ou serão encaminhados para outras penitenciárias da região. A determinação judicial atinge as quatro grandes galerias, e vale até setembro deste ano.

De acordo com o juiz Régiz Vanzin, que pediu a interdição, a casa prisional apresenta uma taxa de ocupação de 297%, sendo que o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária recomenda que esse índice seja de até 137,5%.

Segundo a Superintendência de Serviços Penitenciários (Susepe), atualmente, 1.050 presos vivem no local, que tem capacidade para 400. Uma das medidas que o órgão tomou foi aumentar o número de detentos com tornozeleira eletrônica. Hoje são 50. A partir desta quarta-feira (13), a expectativa é de que mais 200 presos recebam o equipamento e não retornem à penitenciária.

Em 21 de maio, duas alas do Presídio Regional de Pelotas tinham sido interditadas. A Justiça considerou na época que os presos estavam recolhidos em espaços com condições precárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *