Menino de 10 anos morre vítima de meningococcemia em Caxias do Sul

FONTE: O SUL

Um menino de 10 anos morreu no domingo (06), vítima de meningococcemia, um tipo de doença meningocócica, em Caxias do Sul, na serra gaúcha. Theillor Martins Matos deu entrada no hospital em estado grave, conforme a Secretaria Estadual de Saúde.

A Escola Municipal Abramo Pezzi, onde ele estudava, suspendeu as aulas nesta segunda-feira (07) e a Secretaria Municipal de Saúde de Caxias do Sul e o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) desencadearam medidas de controle e profilaxia na escola onde a criança estudava. Os colegas de turma receberão um tratamento preventivo com antibióticos no próximos e prolongados. O mesmo será realizado junto aos familiares da criança que residiam no mesmo endereço.

Conforme a direção da escola, Theillor não apresentou nenhum sintoma, inclusive fez aulas de educação física. Já o Cevs disse que devido à rápida evolução do caso, não foi possível coletar material (sangue ou líquido da medula) para análise do Laboratório Central do Estado (Lacen), responsável pelas confirmações da doença no estado. No entanto, a partir dos sintomas e a progressão rápida da doença, o diagnóstico foi positivo para infecção pela bactéria meningococo.

Setes casos

Desde o início do ano, o Rio Grande do Sul já teve sete casos de morte por doenças meningocócicas, segundo a Secretaria Estadual de Saúde.

A maior parte dos casos é da versão mais grave da doença, que causa infecção generalizada causada pela bactéria meningococo, a meningococcemia. É diferente da forma clínica mais comum da doença, que atinge somente a meninge, membrana que envolve o cérebro e a medula, mais conhecida como meningite.

A transmissão se dá através do contato direto de pessoa a pessoa por meio de secreções respiratórias. Assim como as demais doenças de transmissão respiratória, a circulação é intensificada nos meses de inverno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *