Operação Cadeira de Ferro - Foto: Polícia Civil - Imprensa

Operação Cadeira de Ferro combate o roubo de veículos na Capital e Região Metropolitana

Policiais da Delegacia de Furto e Roubo de Veículos, do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DRV/DEIC), desencadearam, nesta sexta-feira (09/02), a Operação Cadeira de Ferro com objetivo  de combater crimes de furto e roubo de veículos, bem como de adulteração de sinais identificadores (clonagem). Foram presas 18 pessoas e apreendidos cinco carros, três armas e vasta munição.

Segundo informações, a investigação, que durou mais de oito meses, apurou que uma organização criminosa após efetuar os roubos e furtos, vendia os veículos para pessoas de fora do Estado como forma de pagamento de mercadorias de contrabando. Os carros também eram utilizados para efetuar o transporte desses produtos ilegais. Cidades do Paraná e de Santa Catarina estavam na rota de contrabando para o Paraguai.

De acordo com o delegado Luciano Peringer, o grupo seria responsável por um roubo ocorrido em 2015 em uma concessionária da Capital. Na ocasião, três veículos 0km foram levados pelos suspeitos. ”Eles agiam com bastante violência quando abordavam as vítimas. Um dos líderes do grupo é cadeirante, o que originou o nome da operação”, disse o delegado.

Os mandados judiciais foram cumpridos na Capital, região metropolitana de Porto Alegre, em Santana do Livramento e também nos Estados do Paraná e Santa Catarina.  Cerca de 300 policiais participaram da ação. Na coletiva estiveram presentes o Secretário de Segurança Pública, Wantuir Jacini, o Chefe de Polícia, Delegado Emerson Wendt, o Diretor do DEIC, delegado Rodrigo Bozzetto, o coordenador da Operação, delegado Luciano Peringer e o delegado Sander Ribas Cajal.  Os presos foram conduzidos ao DEIC para os procedimentos legais e posteriormente serão encaminhados ao sistema penitenciário.

 

Fonte: Policia civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *