Operação Cavalo de Aço é lançado para combater roubo e furto de veículos em Porto Alegre

FONTE G1//Abordagens e barreiras com foco no roubo e furto de veículos em Porto Alegre e na Região Metropolitana. Esse é o foco da Operação Avante Cavalo de Aço lançada na tarde desta quinta-feira na Capital. Cerca de 150 policiais militares realizaram ações na Zona Norte e Centro, além das cidades de Eldorado do Sul e Canoas. Conforme o titular da Secretaria de Segurança Pública, Cezar Schirmer, o intuito é reduzir ainda mais os números da criminalidade. “A ofensiva empregará como forma de atuação as motocicletas, importante ferramenta por sua agilidade e mobilidade”, salientou.

Ao ressaltar o foco no combate a criminalidade, o secretário lembrou que mesmo com as estatísticas apontando a redução dos crimes, os roubos e furtos ainda causam preocupações, principalmente os de veículos. “Geralmente quando um é levado, acaba sendo utilizado para a prática de outros delitos, por isso focamos nessa ofensiva e com o uso das motos. Certamente isso refletirá na redução dos indicadores”, afirmou.

Ele destacou que homens e mulheres não podem ter medo de andar na rua, “Quem precisa ter esse sentimento não é o cidadão de bem, mas sim quem escolheu a violência e o crime. Vamos transferir o medo nosso para quem vive no outro lado.” Schirmer anunciou, durante o evento, que mais 90 motocicletas chegarão ao Estado dentro dos próximos meses. Segundo ele, serão destinadas ao policiamento nas grandes cidades do interior. Outro veículos, mais de 300, deverão ser entregues dentro dos próximos dois meses para a Brigada Militar e Polícia Civil.

Atuação frequente

A Cavalo de Aço deverá ocorrer com frequência e de diversas modalidades, como relata o comandante-geral da Brigada Militar, coronel Mário Ikeda. Ele detalhou que, diariamente, as motos já são empregadas em ocorrências que chegam às unidades através do 190 e também para repressão. “A avante Cavalo de Aço acontecerá em dias alternados da semana e com um grande contingente de motocicletas”, afirmou.

Os policiais estarão em barreiras, circulando em pontos estratégicos ou parados. “Todos os locais da Região Metropolitana que eles estarão presentes foram escolhidos porque são os que mais impactam no roubo e furto de veículo no Estado.” Os dados da primeira ofensiva deverão ser informados nesta sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *