Piratini autoriza 1,8 mil servidores temporários para a Segurança Pública

FONTE CORREIO DO POVO//Pela primeira vez na gestão atual, o governo gaúcho autorizou o chamamento de servidores aposentados e egressos das forças armadas para atuarem como temporários nos órgãos da Segurança Pública. No total, 1.804 novos servidores poderão reforçar as forças policiais, com destaque para a Brigada Militar.

A ação foi possível por conta do pacote aprovado em janeiro pela Assembleia Legislativa, no qual um dos projetos trata da contratação de militares estaduais temporários e reaproveitamento de aposentados da corporação.

Entre os servidores, 1,2 mil serão destinados à Brigada Militar, 150 ao Corpo de Bombeiros Militar e 174 para as áreas de saúde da BM. Além disso, entre os aposentados, 80 vão atuar na Polícia Civil, 150 na Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) e 50 no Instituto Geral de Perícias (IGP).

As instituições vinculadas iniciaram hoje os procedimentos para a seleção dos novos servidores, que devem estar aptos para desempenharem atividades no início do segundo semestre. As atividades podem ser desenvolvidas por até dois anos, podendo ser prorrogadas no máximo uma vez pelo mesmo período. O governo não divulgou os municípios onde os convocados vão trabalhar.

Os servidores chamados podem desenvolver atividades de guarda externa nos presídios, policiamento comunitário, guarda de prédios do Executivo, acompanhamento por videomonitoramento, ações de ensino e treinamento, operações especializadas, atendimento ao público, auxilio em atividades administrativas e condução de veículos oficiais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *