Piratini deve encaminhar nesta semana projeto de reajuste do piso regional.

FONTE CORREIO DO POVO//O Piratini deve encaminhar ainda nesta semana à Assembleia Legislativa o projeto de reajuste do piso regional. O percentual deve ser o mesmo aplicado ao salário mínimo nacional para 2018, que ficou em 1,81%, após decreto presidencial que reduziu a projeção inicial, de 3,42%. O mínimo nacional passou de R$ 937 para R$ 954, representando na prática aumento de R$ 17. A inflação ficou em 2,07%. No Rio Grande do Sul, o mínimo regional conta com cinco faixas, que atualmente variam de R$ 1.175,15 a R$ 1.489,24.

A data base para o reajuste é 1º de fevereiro. Em outubro de 2017, representantes de centrais sindicais reivindicaram reajuste de 5,55% no mínimo regional para este ano, em audiência com a secretária do Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos, Maria Helena Sartori.

O índice solicitado, que acabou revisto para 4,5%, tinha como base o percentual inicial de reajuste do salário mínimo nacional, de 3,42%, o que não se confirmou, e visava resgatar a diferença histórica de 1,28% acima do mínimo nacional, quando o piso regional foi criado no Rio Grande do Sul, em 2001, durante o governo Olívio Dutra. Em 2017, as centrais reivindicaram reajuste de 10,45%. O índice encaminhado pelo governo e aprovado na Assembleia, em abril, foi de 6,48%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *