Polícia Civil gaúcha prendeu um traficante que agia perto de uma escola de ensino fundamental

FONTE: O SUL
Na tarde dessa terça-feira, agentes do Denarc (Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico) da Polícia Civil prenderam um homem que vendia drogas nas imediações de uma escola de ensino fundamental da rede estadual. A instituição, que não teve o seu nome divulgado, está localizada no bairro Boa Vista, na Zona Norte de Porto Alegre.

Com o ele foram apreendidas diversas porções de maconha e dinheiro. De acordo com as investigações, o entorpecente era comercializado de forma direta no local. A ação é parte da operação “Anjos da Lei”, realizada de forma permanente. “A estratégia é intensificar a presença do Estado em áreas conflagradas pelo tráfico”, ressaltou a corporação.

“Papo de Responsa”

Por coincidência, também nessa terça-feira e no mesmo bairro, a Polícia Civil deu prosseguimento ao projeto “Papo de Responsa”, realizado pela Divisão de Relações Institucionais junto a comunidades escolares de todo o Estado. A instituição escolhida desta vez foi a Escola Província de São Pedro.

Participaram da atividade 130 alunos, divididos em duas turmas. A pedido da direção do colégio, eles assistiram a uma palestra e conversaram com um casal de escrivães de polícia.

“A conversa ocorreu de forma espontânea, incentivando os alunos a trazerem assuntos nos quais tinham dúvidas e apresentando as situações vividas pela comunidade, enfatizando questões como o papel do policial na sociedade, bullying e drogas”, detalharam os responsáveis pela ação.

No mesmo horário, a cidade gaúcha de Alegrete também entrou no roteiro do “Papo de Responsa”. A Polícia Civil levou a iniciativa aos professores da Escola Estadual de Ensino Fundamental Oswaldo Dorneles, por meio de uma escrivã. Ela apresentou os detalhes do projeto e organizou ações em parceria com a equipe de educadores.

O objetivo é ativar a Cipave (Comissão Interna de Prevenção a Acidentes e Violência Escolar) da instituição. Com isso, ações preventivas devem ser realizadas com os jovens, pais, docentes e funcionários, em parceria com a Polícia Civil. Outros encontros já foram agendados para que os alunos sejam estimulados a participar com ações concretas na comunidade local.

Trajetória

Criado no Rio de Janeiro, o projeto é desenvolvido também pela Polícia Civil gaúcha desde outubro de 2016, contemplando escolas de ensino fundamental e médio de perfil público ou privado. Na pauta, um diálogo descontraído sobre prevenção à violência e ao uso de drogas, bem como sobre o papel do policial na sociedade.

A equipe costuma comparecer a convite das instituições de ensino, que é estimulada a escolher o tema para discussão. O encontro é então agendado, sem custos para a escola. Somente no primeiro ano de atividades no Estado, foram mais de 32 mil pessoas abrangidas.

Atualmente são três os Departamentos da Polícia Civil que desenvolvem o “Papo de Responsa”: Denarc (Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico), Deca (Departamento Estadual da Criança e do Adolescente) e Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *