Polícia investiga advogado suspeito de desviar mais de R$ 3 milhões de idosos em Porto Alegre.

FONTE G1//A Polícia Civil investiga um advogado suspeito de desviar mais de R$ 3 milhões de clientes idosos em Porto Alegre. De acordo com a delegada Larissa Savegnago Fajardo, da Delegacia de Polícia de Proteção ao Idoso (DPPI) da capital gaúcha, ele representava as vítimas, ganhava causas e ficava com o dinheiro.

“A posse do valor ele tinha legalmente, porque era repassado a uma conta vinculada ao processo. O problema se dava no momento que ele sacava as quantias e ficava com o dinheiro, não repassava às vítimas”, explica.

Por volta das 7h desta segunda-feira (4), a polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência do jurista, que não teve a identidade revelada pelas autoridades. No local, foram apreendidos R$ 12.411,80, além de dólares, cheques e moedas.

Conforme a delegada Larissa, o suspeito entregou parte do dinheiro. Contudo, outro montante foi encontrado escondido debaixo de colchões e dentro de malas no apartamento luxuoso do advogado.

“Ele disse que estava tudo correto, que tinha os comprovantes de origem dos valores. Mas esses esclarecimentos ele tem que prestar em juízo”, salienta.

Pelo menos seis pessoas lesadas procuraram a polícia até o momento e fazem parte do inquérito encaminhado à Justiça. As autoridades acreditam, no entanto, que mais idosos tenham sido prejudicados.

O suspeito responde ao processo em liberdade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *