Polícia procura por suspeitos de matar músico para roubar bicicleta em São Leopoldo.

FONTE G1//Os suspeitos de matar o músico Marco Aurélio Boettier, de 30 anos, foram identificados e tiveram as prisões preventivas decretadas nesta quarta-feira (29), informou ao G1 o delegado Rodrigo Zucco, responsável pela investigação. O crime ocorreu em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, na tarde da última segunda (27).

O músico foi morto a tiros na Avenida Mauá, sob a ponte do Rio dos Sinos, que corta a cidade, na volta de um passeio a Três Coroas. Os assaltantes pretendiam levar a bicicleta e os equipamentos da vítima.

Os dois suspeitos têm 23 anos, segundo a Polícia Civil. Segundo o Tribunal de Justiça (TJ-RS), o processo tramita em segredo de Justiça.

Eles já são considerados foragidos, conforme o delegado. Ambos possuem passagens pela polícia por tráfico de entorpecentes e roubo a pedestres, e já haviam sido presos anteriormente.

Conforme a polícia, Marco foi abordado por dois suspeitos que tentavam roubar sua bicicleta. Testemunhas relataram que ele teria reagido, e acabou sendo atingido por um tiro no tórax após dar um soco em um dos criminosos.

Uma pessoa que passava pelo local, de carro, chegou a atropelar um dos criminosos. Marco foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Ele foi atingido na altura do tórax e morreu horas depois no hospital.

Horas antes de morrer, Marco chegou a postar uma foto na internet comemorando o passeio em Três Coroas. “Pedal da tarde… dia perfeito”, dizia a legenda da imagem publicada nas redes sociais.

Na tarde de terça-feira (28), amigos e famíliares pedalaram do Centro de Sapucaia do Sul até São Leopoldo, onde o corpo de Marco foi velado e sepultado.

Marco se apresentava como músico na noite de cidades como Novo Hamburgo e Sapiranga. Ele havia anunciado sua próxima apresentação nas redes sociais – seria no dia 2 de dezembro, em Porto Alegre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *