Polícia realiza operação para combater crimes contra passageiros e funcionários no transporte público em todo estado

FONTE: O SUL
A fim de ampliar a segurança dos passageiros e profissionais que atuam no transporte coletivo de Porto Alegre e em 34 cidades próximas, uma força-tarefa com agentes de diversos órgãos públicos deflagrou nessa quinta-feira a 6ª Operação Integrada Metropolitana.

Além das abordagens aos veículos de transporte de passageiros, a operação faz barreiras de fiscalização de trânsito para detectar eventuais situações de crime ou irregularidades. Também estão sendo realizadas vistorias em estabelecimentos comerciais e a saturação de presença policial em áreas de maior densidade populacional, visando a prevenção e a repressão dos roubos a pedestre.

A iniciativa contou com a participação de todos órgãos vinculados à SSP (Secretaria da Segurança Pública), bem como de forças federais e municipais. Ao todo, quase 900 agentes em 340 viaturas fazem abordagens em linhas de ônibus e lotação em pontos estratégicos para deslocamento e locais de maior incidência de delitos contra passageiros, motoristas e cobradores.

“As cerca de 200 ações, coordenadas pelo Gabinete de Gestão Integrada da Região Metropolitana de Porto Alegre dentro do programa ‘RS Seguro’, são mais uma medida adotada pelo Estado para buscar a redução dos roubos a usuários do transporte coletivo, único indicador criminal que fechou em alta no primeiro trimestre do ano”, ressaltou o Palácio Piratini.

De acordo com uma estatística divulgada recentemente pela SSP, o número de incidentes com esse perfil subiu de 66 para 93, na comparação entre o primeiro trimestre de 2018 e o mesmo período neste ano. Mais de metade dos casos foram registrados na capital gaúcha.

Participam da operação efetivos de BM (Brigada Militar), Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Detran (Departamento Estadual de Trânsito), Susepe (Superintendência dos Serviços Penitenciários), IGP (Instituto-Geral de Perícias), PRF (Polícia Rodoviária Federal), PF (Polícia Federal), Exército e Guardas Municipais, além de agentes de trânsito, fiscais municipais e das Receitas Estadual e Federal. Os trabalhos contam, ainda, com o apoio do MP (Ministério Público).

Iniciativas

Desde o lançamento do ‘RS Seguro’, já foram realizadas quatro edições da Operação Integrada Metropolitana na Grande Porto Alegre e uma nos 13 municípios que compõem a Serra Gaúcha. No total, esse trabalho resultou em mais de 300 prisões, 18 mil abordagens e 11 mil veículos fiscalizados, além da apreensão de R$ 300 mil em dinheiro-vivo sem procedência comprovada.

Outra iniciativa já havia reforçado o combate a esse tipo de crime: a inauguração, no mês passado, da DRTC (Delegacia de Polícia de Repressão a Roubos em Transporte Coletivo), instalada no complexo da Secretaria Estadual da Agricultura, na avenida Getúlio Vargas (bairro Menino Deus), em Porto Alegre. A unidade conta com um delegado e sete agentes designados exclusivamente para essa função.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *