Preso é amarrado por cabo de aço em delegacia de Alvorada.

FONTE G1//A falta de vagas no sistema penitenciário na Região Metropolitana de Porto Alegre faz com que alguns presos precisem aguardar a abertura de novos espaços para que sejam encaminhados às cadeias. Um desses casos aconteceu nesta segunda-feira (4), na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) de Alvorada, onde um detento foi amarrado por um cabo de aço devido à falta de espaço nas celas da delegacia.

De acordo com o delegado Fábio Motta Lopes, diretor do Departamento de Polícia Metropolitana, até o fim da tarde desta segunda, oito presos estavam custodiados na DPPA de Alvorada, que tem espaço para apenas quatro. “São problemas pontuais. Em Alvorada lotou nossa capacidade, mas nas demais [delegacias], em princípio, estaria dentro da normalidade”, afirma o delegado.

A Brigada Militar garante que nenhuma viatura parou nesta segunda para abrigar presos em delegacias, como aconteceu diversas vezes ao logo do ano na Região Metropolitana.

Já a Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) afirmou que 50 presos ainda aguardavam vagas no sistema penitenciário no fim da tarde desta segunda, depois de 23 serem encaminhados a cadeias. Porém, conforme o órgão, os presos estão levando no máximo três dias para serem levados aos presídios. Ainda assim, a Susepe informou que assim que as vagas surgem os presos detidos nas delegacias vão sendo realocados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *