Suíça e Costa Rica empatam em 2 a 2

FONTE: O SUL

Jogando sem ter nada a perder, porque já estava eliminada do Mundial, a Costa Rica conseguiu empatar com a Suíça – que fez pouca força para ganhar – por 2 a 2, nesta quarta-feira (27), no último jogo das duas equipes no grupo E. Blerim Dzemaili e Drmic marcaram os gols dos europeus, enquanto Kendall Waston e Sommer fizeram os tentos do time costa-riquenho no Estádio de Níjni Novgorod.

Apesar do resultado, a seleção comandada por Vladimir Petkovic garantiu vaga nas oitavas de final ao terminar na segunda colocação do grupo com cinco pontos. Os costa-riquenhos deixam a competição com apenas um ponto e evitaram ser a única seleção que não marcou gols na Rússia. O Brasil ficou como líder do grupo depois de vencer o Sérvia por 2 a 0.

O adversário da Suíça nas oitavas de final será a Suécia. O confronto será realizado na terça-feira (3), às 11 horas (de Brasília), no Estádio St. Petersburgo. O lateral-direito e capitão Stephan Lichtsteiner e o meia Fabian Schaer receberam o segundo cartão amarelo e serão desfalque contra os suecos.

Buscando garantir sua vaga nas oitavas de final, a Suíça começou a partida tentando pressionar. Contudo, a dificuldade na saída de jogo e a boa marcação feita pela Costa Rica permitiu o time Sul-Americano fazer uma blitz nos europeus nos primeiros minutos do duelo.

Aos cinco minutos, Campbell recebeu na direita e mandou uma bomba cruzada, forçando Sommer a trabalhar. Em seguida, Oviedo ficou a sobra e mandou a bola para a área. Celso Borges chegou cabeceando e o goleiro suíço fez um milagre, mantendo o placar zerado.

Jogando pela primeira vez como titular neste Mundial, Colindres mostrou serviço na ponta esquerda. Aos sete, ele arrematou e mandou para fora. Três minutos depois, ele roubou a bola na saída de jogo do time comandado por Vladimir Petkovic e acertou o travessão, ficando a poucos centímetros de inaugurar o marcador.

A Suíça conseguiu manter a calma mesmo com o abafa do seu adversário e com a torcida incentivando Los Ticos. Sempre tocando a bola, os europeus foram conquistando o domínio do jogo aos poucos e marcaram o seu gol aos 30 minutos. Lichtsteiner chegou pela direita e cruzou. Embolo subiu junto com o zagueiro e tocou a bola para o meio da área. Dzemaili chegou chutando e estufou as redes da meta defendida por Keylor Navas.

Logo após o gol, em outro cruzamento para a área, Gravanovic tocou de peito para Dzemaili, que foi travado por Giancarlo González. Mais soltos com o placar a seu favor, os jogadores suíços subiram a marcação na reta final da etapa e até chegaram a ter algumas chances, no entanto nenhuma clara.

Sem ter nada a perder, a equipe de América Central começou os últimos 45 minutos buscando o ataque com Campbell, que finalizou mal aos dois minutos. A seleção suíça foi um pouco melhor nas suas primeiras oportunidades no segundo tempo. Primeiro, aos três, Ricardo Rodríguez finalizou de fora da área e mandou por cima do travessão. Já aos sete, Embolo arriscou da linha de fundo, sem ângulo, mas Navas defendeu.

Los Ticos conseguiram marcar o seu primeiro gol na Rússia aos dez minutos. Em cobrança de escanteio, Waston subiu mais alto do que a defesa e conseguiu cabecear para empatar o jogo em 1 a 1.

Sabendo que a classificação estava próxima, o time de Vladimir Petkovic começou a administrar a partida depois do empate. Os europeus trocaram muitos passes e não aceleravam as jogadas para buscar o segundo gol, deixando o confronto mais morno.

Aos 32 minutos a Suíça quase marcou o seu segundo, Shaqiri recebeu pela direita e deixou Embolo para passar. Este fez o cruzamento quando chegou na linha de fundo e Drmic apareceu muito bem na área para acertar a trave direita do gol defendido por Keylor Navas.

O gol da vitória saiu aos 42 minutos. Zakara recebeu pela direita e cruzou para a entrada da área. Drmic chegou batendo de primeira e colocou no contrapé de Navas.

Bryan Ruiz sofreu um pênalti logo após a saída de jogo. Contudo, após consulta ao árbitro de vídeo, o lance foi revertido por causa de um impedimento. Já nos acréscimos, o juiz voltou a marcar pênalti em queda de Campbell em disputa com Zakaria na linha da área. Na cobrança, Bryan Ruiz acertou o travessão e a bola entrou após bater nas costas de Sommer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *