Três volantes, três zagueiros e trocas; as alternativas para Roth mudar o Inter

Celso Roth mal havia tido tempo para assimilar as fraquezas do Inter na derrota por 1 a 0 para o Vitória, na última quinta-feira, e já lançava a promessa, ainda no Beira-Rio, de que a equipe passaria por mudanças para escapar da degola. Também pudera. O tropeço diante da torcida afundou o Colorado para a 18ª colocação na tabela – a pior desde o início do Brasileirão. Sem reforços para sair do Z-4, o treinador vê as trocas como alternativa derradeira para o resgate do clube.

As alterações serão concretizadas já a partir do duelo com o lanterna América-MG, na próxima segunda-feira, às 20h, no Independência, e devem se refletir em uma equipe mais resguardada em seu sistema defensivo. O treinador dissolverá, assim, a formação “ideal”, encontrada na vitória por 3 a 0 sobre o Fortaleza, e mantida nos últimos quatro jogos.

– O treinador é pago para resolver as questões de quem coloca, quem ele acha que não está rendendo. Não cabe a mim chegar aqui e falar que tem que tirar ciclano ou fulano. O treinador tem essa meta, essa obrigação. É um cara que está nos ajudando muito. Vai nos ajudar, o melhor ele vai fazer amanhã (sábado) para que na segunda-feira a gente possa entrar com time bem montado – projeta o capitão Ernando.

Na sexta-feira, Roth apenas observou o trabalho dos reservas na reapresentação do elenco, no CT do Parque Gigante. Não indicou, assim, que mudanças irá implementar na equipe. Abriu espaço para o GloboEsporte.com listar abaixo o leque de opções do comandante.

Lateral Esquerda em xeque:

 

galeria_foto_6a4ec6c3b013f1d5285e6012ab88c509

A primeira alteração de Celso Roth para o duelo com o América-MG será sacramentada com a saída de Geferson, suspenso, na lateral esquerda. O jogador, de fato, vem de falhas recentes, no gol de Ricardo Oliveira, no 2 a 1 sobre o Santos, e no tento de Kanu, no triunfo do Vitória. O setor, inclusive, apresenta uma incógnita de peso ao treinador, que vê tanto suas opções naturais da posição oscilarem com atuações inseguras no setor.

É o caso de Artur, que volta após cumprir suspensão – antes, atuou na derrota por 2 a 1 para o Atlético-PR. A tendência é de que seja o escolhido para a posição. Ainda assim, dado o desempenho inconsistente da dupla, a improvisação de Ceará na lateral esquerda também ganha força. Raphinha é opção menos provável para o time.

Três Volantes:

campinho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *