Violência contra a mulher será debatida em escolas de Novo Hamburgo

FONTE CORREIO DO POVO//O ano letivo na rede municipal de Novo Hamburgo começou nesta segunda-feira com uma novidade. A partir de lei assinada pela prefeita Fátima Daudt, todas as escolas do município terão que desenvolver projetos para tratar o tema da violência contra a mulher com seus estudantes. “Cada instituição de ensino vai ter liberdade para escolher de que forma vai abordar esse tema”, explica a secretária de Educação, Maristela Guasseli, lembrando que serão oferecidas capacitações aos coordenadores pedagógicos das escolas. “Queremos proporcionar a reflexão e o debate, já que a escola deve desenvolver a empatia e o respeito aos direitos humanos. Já vinhamos trabalhando essas abordagens mas agora cada escola terá um núcleo específico para isso”, complementa.

Em São Leopoldo, também no Vale do Sinos, a vereadora Iara Cardoso protocolou projeto de lei parecido, que dispõe sobre a obrigatoriedade das instituições de ensino municipal ofertarem, como tema transversal nas aulas, assuntos que abordem a violência contra a mulher. A proposta é que se faça planejamento coletivo anual em reuniões com a comunidade escolar. “É uma revolução na busca de igualdade de direitos, pois com isso a Lei Maria da Penha estaria entrando nas escolas”, afirma.

O projeto prevê que a cada início de ano letivo seja estabelecida uma data para que os educadores possam debater questões culturais, sociais e econômicas que possam levar a violência contra a mulher e, assim, buscar uma forma de evitá-la. O projeto deve entrar pra votação nos próximos 30 dias na Câmara de Vereadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *