A Alemanha perdeu por 2 a 0 para a Coreia do Sul e foi eliminada do Mundial

FONTE: O SUL

A Alemanha perdeu para a Coreia do Sul por 2 a 0, nesta quarta-feira (27), e foi eliminada do Mundial. A atual campeão do torneio precisava vencer para continuar na competição. A partida foi realizada em Kazan.

O primeiro gol dos sul-coreanos foi marcado aos 47 minutos do segundo tempo. Em jogada validada pelo VAR (árbitro de vídeo), Kim-Young Gown marcou após escanteio.

Aos 49 minutos, Son fez o segundo gol da Coreia do Sul, quando o goleiro Neuer decidiu sair da meta e atuar como jogador de linha. Ele perdeu a bola na intermediária de ataque. Essa é a primeira vez que a Alemanha não passa da primeira fase do Mundial.

Com derrota para a Coreia do Sul, a Alemanha terminou o Grupo F na última colocação, com apenas três pontos e dois gols de saldo negativo. Os coreanos terminaram em terceiro, com a mesma pontuação e saldo zero. Avançaram a Suécia, com seis pontos, em primeiro lugar e três gols de saldo, e o México, com seis pontos e um gol de saldo negativo.

O jogo

A Coreia do Sul já começou surpreendendo, mas rapidamente a Alemanha pareceu assumir o controle da partida. Mas os frios alemães pareceram sentir o peso das atuações prévias ruins e da necessidade da vitória e cometeram erros aos quais não estão acostumados.

E assim quem criou as principais chances foi a Coreia. Aos 18, Jung Woo-Young cobrou falta de longe e Neuer falhou ao tentar agarrar. Antes que o ataque coreano chegasse, porém, conseguiu afastar com um tapa. Seis minutos mais tarde, A zaga alemã falhou ao tentar afastar cruzamento e a sobra ficou com Son, que emendou de primeira para fora.

Somente aos 38 minutos a Alemanha levou perigo. Desta vez, foi a defesa coreana que errou na saída e entregou no pé adversário. O contra-ataque foi armado, Werner recebeu na área e bateu, com desvio, quase surpreendendo o goleiro. Na cobrança de escanteio, Werner ajeitou para Hummels, que limpou bem a marcação e bateu em cima de Jo Hyeon-Woo.

A Alemanha deixou o primeiro tempo com 71% de posse de bola, mas a sensação era de que a Coreia havia ficado mais próxima do gol. Na volta, parecia que a seleção imprimiria uma pressão, mas não. Para piorar, paralelamente a Suécia vencia o México, o que obrigou os alemães a se lançarem ao ataque.

Mario Gómez entrou na vaga do volante Khedira, Thomas Müller foi colocado no lugar de Goretzka e o jogo ficou extremamente aberto. Só que o espaço existia de ambos os lados, e a Coreia quase aproveitou para abrir o placar aos 20 minutos, mas Moon Seon-Min demorou para bater quando estava de frente para Neuer e foi travado.

Graças à maior qualidade técnica, os alemães finalmente exerceram a pressão esperada e dominaram o campo de ataque, mas em um contragolpe foi Son que perdeu grande chance, jogando rente à trave. Os últimos minutos foram de aflição dos atuais campeões, mas pouca inspiração.

Até que a zebra se tornou completa e o VAR entrou em ação mais uma vez no Mundial, favorecendo a Coreia do Sul. No primeiro gol, aos 47, o árbitro havia anulado a marcação por um provável impedimento, apontado pelo assistente. Mas o árbitro de vídeo foi acionado e o lance foi revisto à beira do campo, mostrando que o passe para Kim Young-Gwon havia sido dado por Kroos

Já no final, o goleiro Neuer se descontrolou depois do primeiro gol da Coreia do Sul e, já nos acréscimos, resolveu sair do gol e atuar como jogador de linha. Foi a pior ideia que podia ter tido. Acabou perdendo a bola na intermediária de ataque e os coreanos fizeram o segundo gol, aos 50 minutos, com Son.

Vexame

A última vezem que a Alemanha foi eliminada na fase inicial foi em 1938, na França, quando o torneio era disputado apenas em fases mata-mata e a seleção caiu logo na estreia para a Suíça, nos pênaltis. Desde que os grupos foram instituídos no Mundial, o país nunca havia caído neste estágio. Os contornos da vegornha ficaram ainda mais históricos com os gols sul-coreanos nos acréscimos, que fez com que o time europeu terminasse na lanterna do Grupo D.

Escalações

O técnico Shin Tae-Yong, da Coreia do Sul, colocou em campo Jo Hyeon-W, Lee Yong, Yun Young-Sun, Kim Young-Gwon, Hong Chul, Jang Hyun-Soo, Jung Woo-Young, Lee Jae-Sung, Koo Ja-Cheol (Hwang Hee-Chan), Moon Seon-Min (Ju Se-Jong) e Son Heung-Min.

Já o técnico da Alemanha, Joachim Löw, escalou Neuer, Kimmich, Süle, Hummels, Hector (Brandt), Khedira (Mario Gómez ), Kroos, Goretzka (Thomas Müller), Özil, Reus e Werner.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *