A pedido do vereador Castro, diretor do Semae fala sobre saneamento

O vice-prefeito e diretor do Semae, Daniel Daudt, esteve na sessão desta terça-feira (08) atendendo o convite do vereador Luiz Castro, para falar a respeito de saneamento.”Essa discussão começou quando passamos a tratar os problemas da dengue, que é principalmente pela falta de saneamento, falta de coleta, de rede coletora, de rede de esgotos e de água potável. Mesmo com todos os investimentos do Ministério das Cidade somos um Estado com pior índice de tratamento de esgoto no mundo”, explicou Castro.

Castro sugeriu a Daniel Daudt falar sobre índice de tratamento e investimentos na área.

 

Daniel propôs uma Audiência Pública para tratar com maior profundidade, mas falou brevemente sobre o endividamento. “O Semae está num processo de endividamento muito grave, mas negociamos praticamente tudo através de um Comitê Financeiro, com técnicos concursados”, explicou o diretor do Semae.
Em termos de tratamento de esgoto, conquistamos a assinatura definitiva de um contrato de 76 milhões de reais de uma nova Estação de Tratamento de Esgotos na Vicentina, na área do Pradinho. É uma obra que tem previsão de iniciar no segundo semestre, só a primeira fase que são 30 milhões com 37 km de rede leva dois anos.

A respeito do tratamento de esgotos, Daniel Daudt disse que a cidade tem 15% do Tratamento de Esgoto, sendo 15 mil economias ligadas, sendo tratado o esgoto cerca de 13 mil Vicentina, Paim e Centro e cerca de 1100 na Tancredo Neves. “Mesmo com este número, continuamos ainda o municipio da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos, é precursor no tratamento de esgoto”, explicou Daniel.

Informações sobre a Audiência Pública a respeito do tema serão divulgadas posteriormente.

Fonte: Prefeitura SL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *