Após desabamento de estrutura em Porto Alegre, proprietário de imóvel é multado.

FONTE G1//A prefeitura multou o proprietário de um imóvel, no qual parte da estrutura desabou no último sábado (28) no Centro de Porto Alegre. A obra também foi embargada pela Secretaria Municipal de Urbanismo. Quatro carros foram atingidos, mas ninguém ficou ferido.

A obra é considerada irregular pela prefeitura. Com o embargo, a reforma só vai poder continuar quando tiver responsável técnico e um laudo da estrutura do prédio.

O proprietário diz que a imobiliária que administra o prédio é que deveria ter pedido autorização da prefeitura para a reforma. A imobiliária afirma que essa responsabilidade cabia à empreiteira e a empreiteira alega que tratou tudo diretamente com o proprietário.

Fiscalização só com denúncia, diz prefeitura

Além da falta de um engenheiro responsável pela reforma, o laudo das marquises estava vencido. De acordo com a Secretaria Municipal de Urbanismo, a fiscalização só acontece quando há uma denúncia.

“A demanda é bastante alta. Então a gente gostaria de ter uma ação preventiva, mas a gente não tem condições para isso. Nesse caso não ocorreu a denúncia, e a gente está trabalhando agora em cima do prejuízo, infelizmente”, salienta a coordenadora de manutenção predial da Secretaria de Urbanismo de Porto Alegre.

De acordo com o Conselho Regional de Engenharia, há vários sinais da obra estar irregular como, por exemplo, a falta de segurança – tapumes, bandejas, redes de proteção.

“Placa do profissional e empresa, sinais de que a obra está sinalizada, horários também, em que se executa o trabalho, por que muitas vezes obras irregulares procuram trabalhar em horários irregulares, fim de semana, após as 18 horas, então isso tudo são indicativos de que pode não haver alguma coisa adequada”, salienta o gerente de fiscalização do CREA-RS, Marino Greco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *