Azul e Gol planejam ampliar voos para atender novas cidades no Rio Grande do Sul

FONTE: O SUL
Nessa quarta-feira, o governador gaúcho Eduardo Leite recebeu no Palácio Piratini representantes das companhias aéreas Azul e Gol. Pauta: a ampliação de rotas e voos regionais no Rio Grande do Sul. Ambas as empresas, que já operam tanto na capital quanto no interior do Estado, têm interesse em operar novos destinos e diversificar os serviços oferecidos.

O chefe do Executivo confirmou que o seu governo também tem interesse em desenvolver a aviação regional. O setor integra o recém-lançado programa “RS Parcerias”, que pretende alavancar investimentos em conjunto com a iniciativa privada: “Além de promover o enfrentamento da crise, com a reestruturação da máquina pública, trabalhamos com uma agenda de desenvolvimento econômico, a fim de abrir espaço para a geração de empregos e o empreendedorismo”.

Participaram da reunião os secretários Marco Aurelio Santos Cardoso (Fazenda) e Juvir Costella (Logística e Transportes), bem como os deputados estaduais Frederico Antunes e Cristiano Guerra, respectivamente presidente secretário da Frente Parlamentar da Aviação Regional na Assembleia Legislativa.

Azul

O presidente da Azul, John Rodgerson, reforçou a intenção de expandir o serviço prestado no Rio Grande do Sul. Atualmente, a companhia opera seis rotas regionais no Estado: de Santa Maria, Uruguaiana, Pelotas e Santo Ângelo para Porto Alegre e de Caxias do Sul e Passo Fundo para Campinas (SP).

Segundo ele, o plano da companhia é ampliar a atuação para as cidades de Bagé e Santana do Livramento. Para isso, a empresa reivindica melhorias nos aeroportos e extensão do incentivo tributário fornecido pelo governo gaúcho, com redução do ICMS do combustível.

Gol

Atualmente, a Gol oferece dois voos com embarque no interior gaúcho, de Caxias do Sul e de Passo Fundo para o aeroporto de Guarulhos (SP). Conforme o presidente da companhia, Paulo Kakinoff, o objetivo é ofertar seis novas rotas regionais no Rio Grande do Sul, com destino a Porto Alegre – Bagé, Rio Grande, Santana do Livramento, Santa Rosa, São Borja e Passo Fundo para a capital gaúcha.

Para isso, pretende firmar parceria com a companhia Two Flex e obter incentivos do governo do Estado. A partir das conversas, Leite determinou às secretarias da Fazenda e de Logística e Transportes que façam, de forma articulada, um estudo para averiguar a viabilidade técnica das rotas propostas e outro para adequar a questão tributária. O Estado já oferece redução de 7% a 18% no ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o combustível de aviação, dependendo no número de assentos e de voos ofertados.

“Nossa ideia é rever esses incentivos e, quem sabe, aumentar a cartela de opções oferecidas às empresas interessadas”, afirmou o secretário da Fazenda. Já o titular da Logística e Transportes acrescentou que o resultado da análise conjunta servirá para atualizar a Instrução Normativa 017, do final de março, a fim de publicar um novo decreto com definições sobre redução tributária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *