Brigada Militar comemora resultados dos dois primeiros meses da Operação Avante

A Brigada Militar realizou cerca de 400 prisões nos primeiros 50 dias da Operação Avante, no eixo Porto Alegre e Vale do Sinos, o que significa uma média de oito prisões por dia. Neste período 107 armas de fogo foram retiradas das ruas, 24 foragidos foram recapturados e mais de 4 mil munições foram apreendidas, a maioria de fuzil.

As informações são do subcomandante-geral da Brigada Militar, coronel Andreis Silvio Dal´Lago, ao avaliar a operação que também recolheu R$ 136 mil sem procedência, 31 kg de maconha, entre outros materiais, em abordagens policiais qualificadas.

De acordo com o subcomandante, a Brigada Militar colocou efetivo nas ruas em operações com uso de inteligência e a partir de análise criminal. “A Operação Avante é um produto do programa Avante de gestão de resultados, trabalhando com metas e ações definidas. Estamos indo para a terceira fase, já conseguimos reduzir significativamente os delitos contra a vida e, sobretudo, procuramos levar tranquilidade para a população das áreas de maior vulnerabilidade social”.

Ainda de acordo com o coronel Andreis, 50% das prisões foram reprisões, ou seja, de pessoas oriundas do sistema prisional, a maioria já tendo sido presa anteriormente pela própria corporação.

Os policiais militares ainda identificaram mais de 50 mil pessoas, fiscalizaram 29 mil veículos em barreiras móveis, com 600 autuações por infrações de trânsito, sendo 300 recolhidos.

O Programa Avante, implementado pelo Comando-Geral da Brigada Militar, segue estabelecendo diretrizes estratégicas que balizarão as ações de longo prazo na busca da melhoria do serviço oferecido pela BM aos cidadãos. Na próxima fase da operação, no início do mês de abril, serão instaladas bases móveis em áreas conflagradas em Porto Alegre e Região Metropolitana.

Fonte: RS.GOV

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *