Busca de soluções e recursos em Brasília

Empenhado em buscar soluções para a contenção às cheias do Rio dos Sinos e obras de macrodrenagem, o prefeito de São Leopoldo, Anibal Moacir, se reuniu com técnicos do Ministério das Cidades nesta quarta-feira, quando foram levadas demandas que dependem com urgência da atenção especial do governo federal. Desde o ano passado, Moa vem questionando o encerramento prematuro do convênio do Sistema de Controle de Enchentes do Rio dos Sinos, que não teve a conclusão total das obras previstas por falta do repasse de R$ 6 milhões, valor previsto para o desassoreamento do trecho crítico do Rio dos Sinos que passa pelo Centro da cidade. Desde o início do projeto, a Prefeitura tem sido parceira ao destinar recursos próprios para a execução, manutenção e operação de uma obra que é de responsabilidade da União, uma vez que as áreas onde estão localizados os diques são de propriedade do governo federal, conforme averbação no Registro de Imóveis.  Inclusive, a Administração Municipal assumiu financiamento de R$ 30 milhões, junto à Caixa Federal, através do Ministério das Cidades, para execução de obras (Canal João Corrêa e Gauchinho) destinadas à contenção de cheias em São Leopoldo, quando as mesmas deveriam ser executadas com verbas federais, a exemplo do convênio com o Ministério da Integração. Além disso, o Município vem realizando a manutenção das casas de bombas também com recursos próprios.

A apresentação dos projetos e documentos antecede a reunião marcada para esta quarta-feira (13) à tarde com o ministro das Cidades, Gilberto Kassab. Na ocasião, o ministro será convidado a participar da assinatura do contrato para o início das obras da Estação de Tratamento de Esgoto no bairro Vicentina, cerimônia que acontecerá em 2 de fevereiro. Além de recursos para a contenção às cheias, também será solicitado liberação de parte de recursos do projeto para calçamento, pavimentação e recapeamento de ruas de São Leopoldo, orçado em R$ 59 milhões.

Antes do encontro com Kassab, no período da manhã, o prefeito tem agenda no Ministério da Integração. Participam da construção da agenda positiva para a destinação de recursos ao Município o vice-prefeito e diretor do Semae, Daniel Daudt Schaefer, o secretário de Obras, Sandro Cassel, e o secretário adjunto da Secretaria de Gestão e Governo, Claudio Fuhrmann.

 

Fonte: Prefeitura SL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *