Cidades gaúchas começam a receber novo lote com quase 250 mil doses de vacinas contra o coronavírus

FONTE: O SUL

A partir desta quinta-feira (29), as 18 Coordenadorias Regionais de Saúde (CRSs) do Rio Grande do Sul recebem a nova remessa de vacinas contra o coronavírus que chegou ao Estado na terça-feira. No total, serão distribuídas mais de 247 mil doses.

São 119.578 unidades para a primeira aplicação (D1) de Pfizer e Coronavac e 128.344 para segunda aplicação (D2) das mesmas marcas. Os números exatos da distribuição foram calculados e fechados na tarde desta quarta-feira (28) pela equipe técnica da SES (Secretaria da Saúde ).

As doses para D1 fazem parte do lote que chegou ao Estado entre terça (27) e quarta-feira (28), composto, ainda, de vacinas da Astrazeneca. Os imunizantes não distribuídos nesta semana ficarão reservados na Ceadi (Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos), em Porto Alegre, para garantir a segunda aplicação no momento oportuno da população que receber a primeira neste momento.

As doses para D2 que serão distribuídas na quinta-feira (29) já estavam reservadas na Ceadi desde um recebimento anterior e devem ser aplicadas em quem atingiu o período ideal de reforço de cada imunizante.

Poderão retirar na Ceadi, a partir das 13h30 de quinta-feira (29/7), as seguintes CRSs: 1ª (Porto Alegre), 3ª (Pelotas), 8ª (Cachoeira do Sul), 10ª (Alegrete), 13ª (Santa Cruz do Sul), 16ª (Lajeado) e 18ª (Osório), além da Secretaria de Saúde de Porto Alegre.

Carros do Centro Estadual de Vigilância em Saúde (Cevs) sairão da capital para Caxias do Sul, com carga da 5ª CRS (Caxias do Sul), e para Passo Fundo, com carga das 6ª (Passo Fundo) e 11ª (Erechim) CRSs.

Por via aérea, um helicóptero da Polícia Civil levará as cargas para a 4ª CRS (Santa Maria) e um avião da Brigada Militar para a 7ª CRS (Bagé), em Bagé; a 2ª (Frederico Westphalen) e a 15ª (Palmeira das Missões), em Palmeira das Missões; e a 9ª (Cruz Alta), 12ª (Santo Ângelo), 14ª (Santa Rosa) e 17ª (Ijuí), em Santo Ângelo.

Público-alvo

As doses desta remessa deverão ser aplicadas, conforme definição de gestores municipais e estaduais de saúde em reunião da CIB (Comissão Intergestores Bipartite), em gestantes e puérperas que receberam apenas uma dose da vacina Astrazeneca e ainda não completaram o esquema vacinal.

Essa nova remessa também tem como foco adolescentes (12 a 17 anos) com comorbidades e também para ampliar a faixa etária da população em geral e aplicar a D2 em quem atingiu o período para o reforço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *