Com aumento de 99% em um mês, número de casos de coronavírus nos presídios brasileiros chega a 13,7 mil

FONTE: O SUL

Levantamento do CNJ (Conselho Nacional de Justiça) revela que o número de casos de coronavírus nos presídios brasileiros chegou a 13,77 mil, o que representa um aumento de 99,3% em 30 dias.

Os dados são do Departamento de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas. As informações reúnem notificações de contágios e mortes de presos e de servidores que trabalham em cadeias. No total, são 8,66 mil presos infectados, sendo que 71 morreram. Entre os funcionários, 5,11 mil contraíram a Covid-19 e 65 morreram.

A maior parte de casos entre os detentos está nas regiões Centro-Oeste (28,2%) e Nordeste (28,1%). O Distrito Federal lidera o número infectados em presídios, com 1,62 mil casos confirmados, seguido por Pernambuco (1.033), Santa Catarina (671), Ceará (529), Pará (498) e Rio Grande do Sul (408).

São Paulo e Rio de Janeiro possuem o maior número de mortes, 16 e 13 respectivamente. São Paulo tem 350 casos confirmados, e o Rio, 112.

Somente na última semana, foram identificados 1,44 mil novos casos de coronavírus entre presos e 341 entre servidores. Destaca-se o aumento acentuado de registros nos presídios de Santa Catarina, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

De acordo com informações dos Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e do Sistema de Execução de Medidas Socioeducativas, há também um crescimento nas testagens nos presídios. Ao todo, 18,6 mil presos e 19,1 mil servidores foram testados.

Na tentativa de conter a propagação do coronavírus nas unidades prisionais, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) publicou, em março, uma resolução orientando a adoção de medidas pelo Poder Judiciário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *