Foto: Divulgação Descarte irregular

Defesa Civil conclui estudo sobre diques e drenagens

Ações irão auxiliar na tomada de medidas preventivas

A proximidade do período de chuvas traz a preocupação com as cheias dos arroios. As enchentes são responsáveis pelos maiores transtornos e gastos para as administrações públicas do Vale dos Sinos. Pensando nisso, a Defesa Civil de São Leopoldo largou na frente e em janeiro iniciou um mapeamento dos principais pontos de risco da cidade. O estudo inclui arroios, diques e valas de drenagem no que diz respeito à disposição de resíduos, assoreamento, desmoronamentos e ocupação irregular.

A conclusão será apresentada amanhã (22), às 15h30, para o Semae e debatido com as demais secretarias relacionadas com o tema. O assoreamento dos arroios e o acúmulo de resíduos lideram o ranking dos problemas. Nas valas de drenagem ao longo dos diques também se observa acúmulo de resíduos, prejudicando o sistema de macrodrenagem.

 

Medidas de prevenção

 

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Diogo Arns, ações educacionais e operacionais serão colocadas em prática para prevenir desastres. “Percebemos que há muito descarte irregular de lixo. Por isso contatamos o Centro Permanente de Educação Ambiental (CEPEA) da Semmam para trabalhar junto à população. Paralelamente verificamos riscos e recomendamos medidas às secretarias envolvidas”, explicou.

O monitoramento auxiliará na prevenção de cheias e desmoronamentos que possam colocar em risco a população do entorno e a eficiência do sistema de macrodrenagem.

Fonte: Prefeitura SL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *