Defesa Civil monitora situação das ilhas devido às chuvas no Estado

FONTE: O SUL

A diretoria-geral da Defesa Civil Municipal monitora, desde o último dia 2, o nível do lago Guaíba. Devido às fortes chuvas das últimas semanas, as cabeceiras das bacias hidrográficas do Jacuí, Caí e dos Sinos impactam diretamente o nível da região.

Dados relacionados ao nível das águas com base nos alertas meteorológicos e geohidrológico são divulgados pelos institutos meteorológicos e, em especial, pela Sala de Situação da SEMA/RS (SOMAR Meteorologia), bem como através das redes sociais da Defesa Civil e do Ceic (Centro Integrado de Comando da Cidade de Porto Alegre).

Há ainda um acompanhamento e divulgação dos dados coletados aos órgãos integrantes da Copae (Comissão Permanente de Atuação em Emergências) e à Gestora dos Crip (Centros de Relações Institucionais e Participativas) Ilhas.

Ao atingir o nível de inundação do Arquipélago (2,10 metros – Estação Cais Mauá) na terça-feira (05), a Defesa Civil Municipal realizou vistoria técnica nas Ilhas, constatando que as águas invadiram a via pública, porém, sem registros de inundação em residências.

“Com relação a orientações à população, a Defesa Civil está de prontidão realizando vistorias periódicas e à disposição pelo telefone de emergência 199. Além disso, sistematicamente, foram feitas reuniões com lideranças e a comunidade do Arquipélago ao longo do ano como forma preventiva e preparatória para atuação quando necessário”, destacou o diretor-geral da Defesa Civil, coronel Evaldo Jr.

A Defesa Civil também fez contatos com órgãos parceiros como a Fasc (Fundação de Assistência Social e Cidadania) e o Corpo de Bombeiros Militar, ajustando detalhes para uma possível intervenção conjunta para atendimento da população caso seja necessário. “Embora o nível do Guaíba tenha invadido pontos do bairro Arquipélago, não há registros de ocorrências graves ou de pessoas/famílias desalojadas ou casas inundadas”, ressaltou Evaldo.

Previsões meteorológicas e geohidrológico indicam a possibilidade de reversão do quadro, com a diminuição do nível do Guaíba a patamares normais, a partir desta quinta-feira (07), restabelecendo a total normalidade na região afetada. Não há registros, até o momento, de outras áreas afetadas por inundação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *