Descontrole prejudica Inter, que perde chance de entrar no G-6 do Brasileirão

A falta de equilíbrio emocional foi determinante para a derrota do Inter por 1 a 0 para o Palmeiras na tarde de domingo, no Allianz Parque, pela 27ª rodada do Brasileirão. Irritado pela marcação do pênalti que definiu o placar do jogo, Edenilson ofendeu o árbitro Bráulio Machado e foi expulso.

Quem ficou em campo não conseguiu retomar as rédeas da partida, e a equipe perdeu a chance de entrar na zona de classificação à Libertadores de 2022.

O jogo se decidiu aos quatro minutos do segundo tempo, quando Rony chutou e Cuesta colocou a mão na bola dentro da área: pênalti.

Os colorados bradaram. Edenilson, em especial. O volante, que voltava ao time após três jogos fora por defender a Seleção, xingou o árbitro de “ladrão do c*”, conforme consta na súmula, e levou o cartão vermelho direto.

Raphael Veiga converteu a cobrança. Atrás do placar e com um jogador a menos, o Inter não teve forças para buscar o empate, que o colocaria entre os seis melhores e mais próximo do G-4.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *