Dia D para vacinação contra a gripe será 30 de abril

Cerca de 250 profissionais estarão mobilizados nas salas de vacinação das 8h às 17h

São Leopoldo deve alcançar a imunização de 62.767 pessoas que estão inseridas nos grupos prioritários da vacina contra a Influenza A (H1N1) em 2016. O Dia D de vacinação será no dia 30 de abril, quando estarão abertas todas as salas de vacinas da rede municipal de saúde das 8 às 17 horas e cerca de 250 profissionais mobilizados para o atendimento (relação das salas no final do texto). Neste ano, a campanha de vacinação contra Influenza A vai de 25 de abril a 20 de maio.
A titular da Secretaria de Saúde de São Leopoldo (Semsad), Miriam Bavoso, alerta que os cuidados ajudam a evitar a doença. “Perante o cenário brasileiro, que apresenta as doenças respiratórias vindo com mais força e antecipadamente, é fundamental que as pessoas façam a prevenção”, ressalta. Conforme último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) na quinta-feira (7), São Leopoldo confirmou o primeiro caso de H1N1, juntando-se à lista de outros municípios com registro: Arroio do Sal (1), Canoas (2), Flores da Cunha (1), Porto Alegre (3) e Viamão (2)
“A comunidade precisa adotar os cuidados, como ventilar os ambientes, evitar locais fechados com aglomeração de pessoas, fazer a higienização das mãos com frequência, para que não tenhamos registros da doença”, frisou ao orientar que o público-alvo procure as salas de vacinação. “Façam as suas vacinas conforme o seu grupo de risco e principalmente as crianças, idosos e pacientes imunodeprimidos. Aproveitem a campanha e não deixem para última hora”, reforça Miriam Bavoso. Ela destaca ainda a necessidade das pessoas ficaram atentas aos sintomas e buscar os serviços de saúde para impedir o agravamento.
Tratamento- Segundo a diretora do Centro de Vigilância em Saúde, Marivone Perini, nos casos suspeitos da doença, o médico receitará, já como medida de prevenção, o antiviral Oseltamivir, de nome comercial Tamiflu. O remédio é oferecido gratuitamente pela Semsad, que disponibiliza o medicamento junto à Farmácia Municipal (localizada no Ginásio Municipal Celso Morbach), das 8 às 17 horas, e depois deste horário deve ser retirado na portaria de Emergência do Hospital Centenário. A liberação do Tamiflu é mediante receituário.  Atenção aos sintomas: febre, dor de garganta e dores nas articulações, musculares ou de cabeça. Ao apresentar esses sinais, procure atendimento.
Público-alvo a ser vacinado em São Leopoldo
Crianças de 6 meses a menores de 2 anos = 4.595
Crianças de 2 anos a menores de 5 anos = 8.610
Trabalhadores da Saúde =  3.499
Gestantes = 2.297
Puérperas = 378
Indígenas = 150
Idosos = 22.446
Comorbidades = 20.792
Total = 62.767
Medidas de prevenção*
Uma ação fundamental para diminuir a circulação dos vírus da gripe é a adoção de hábitos simples. Confira:
– Higienizar as mãos com frequência;
– Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
– Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
– Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
– Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
– Não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
– Evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;
– Reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;
– Evitar visitas a hospitais;
– Ventilar os ambientes.
Qual o critério para a escolha dos grupos?* Os grupos prioritários são escolhidos levando em conta as pessoas com mais chances de desenvolver complicações a partir da gripe. Os critérios são construídos a partir da investigação do perfil dos casos graves e dos casos de óbito por gripe. Em 2012, por exemplo, a investigação dos óbitos no RS indicou que 60% dos casos eram de pessoas com doenças crônicas ou de idade acima de 60 anos, o que reforça a importância desses grupos buscarem imunização.
* Dados da Secretaria Estadual da Saúde (SES/RS)
Medidas de prevenção e controle da influenza (gripe) para a comunidade escolar, conforme o Centro Estadual de Vigilância em Saúde:
A cada temporada de gripe é esperado que ocorram aglomerados de casos em instituições escolares. Para prevenir a transmissão é recomendado manter os ambientes ventilados, implementar medidas de higiene do ambiente escolar e estimular que os indivíduos apliquem a etiqueta respiratória e aumentem a ingestão de líquidos.
Frente a casos de gripe na comunidade escolar o Ministério da Saúde indica a quimioprofilaxia individual de pessoas consideradas com condições e fator de risco para complicações por influenza. Não está indicada quimioprofilaxia para toda a comunidade escolar nem realização de vacinação de Influenza. Também não está indicada a suspensão de aulas e demais atividades na escola como medida de prevenção e controle de infecção.
Além disso, alunos, professores e demais funcionários que adoecerem devem permanecer em casa por até sete dias após início dos sintomas ou até 24 horas após cessar a febre, com vistas a diminuir a transmissão da gripe.
As seguintes medidas de prevenção individual devem ser estimuladas pelos professores, cuidadores, alunos e funcionários buscando diminuir a transmissão de pessoa a pessoa:
– Higienizar as mãos com água e sabonete/sabão antes das refeições, após tossir, espirrar ou usar o banheiro;
– Evitar tocar os olhos, nariz ou boca após tossir ou espirrar ou após contato com superfícies;
– Não compartilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;
– Proteger com lenços (preferencialmente descartáveis) a boca e nariz ao tossir ou espirrar para evitar disseminação de gotículas das secreções; na impossibilidade de serem usados lenços, recomenda-se proteger a face junto à dobra do cotovelo ao tossir ou espirrar;
As escolas/creches devem buscar implementar medidas que diminuam a contaminação de objetos e ambientes tais como:
– Prover dispensadores com preparações alcoólicas para as mãos e estimular os alunos a higienizar as mãos após contato com secreções respiratórias;
– Prover lavatório/pia com dispensador de sabonete líquido, suporte para papel toalha, papel toalha, lixeira com tampa com acionamento por pedal, para o descarte de lenços e lixo;
– Realizar a limpeza e desinfecção das superfícies das salas de aula e demais espaços da escola (classes, cadeiras, mesas, aparelhos e equipamentos de educação física) após o uso. O vírus da influenza é inativado pelo álcool a 70% e pelo cloro. Portanto, preconiza-se a limpeza das superfícies, com de-tergente neutro seguida da desinfecção soluções desinfetantes;
– Preferir não utilizar bebedouros. No entanto, na impossibilidade disto, evitar compartilhamento de copos/vasilhas. Estimular a utilização de garrafas de água individuais;
– Em creches, lavar regularmente os brinquedos com água e sabonete/sabão;
ATENÇÃO
Alunos, professores, cuidadores e funcionários com síndrome gripal devem ser encaminhados para atendimento médico.
É caso suspeito de gripe: Toda pessoas que apresentar doença aguda de início súbito, com febre, tosse ou dor de garganta acompanhado de ao menos um desses sintomas: cefaléia (dor de cabeça), mialgia (dor nos músculos), artralgia (dor nas ar-ticulações).
Importante: Recomenda-se que o indivíduo doente com síndrome gripal, permaneça em casa durante os sete dias após o início dos sintomas, período em que está transmitindo o vírus ou até 24 horas após cessar a febre
Locais de vacinação
Centro de Saúde Campina
Avenida Henrique Bier, 822 – Bairro Campina
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 14h
UBS Imigrante – Centro de Saúde Feitoria
Rua João Algayer, 71 – Bairro Feitoria
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Campestre
Rua Rio Japurá, n° 200 – Parque Campestre
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Materno Infantil
Rua São Joaquim, n° 988 – Centro
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Padre Orestes
Rua 1, s/n – Esquina c/Rua 26 – Lot.Pe.Orestes – Bairro Santos Dumont
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Pinheiro
Rua Francisco Câmara, n° 200
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Rio Branco
Rua Dr. João Dutra, n° 41.- Rio Branco
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde São Cristóvão
Rua Celestina Maria José de Souza, n° 37
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Scharlau
Rua Pinto Bandeira, nº 68 – Scharlau
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Unidade Básica de Saúde Vicentina
Rua Frederico Guilherme Schmidt, esquina Thomas Edson – Vicentina
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Brás
Rua Leopoldo Wasum, n° 715 – Vila Brás
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Cohab Feitoria
Rua Malta, n° 430 – Cohab Feitoria
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS  Cohab Duque
Rua José O. de Andrade, n° 160 – Cohab Duque
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Parque Mauá
Rua Vitória, SN – Parque Mauá
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Paim/Paulo Couto
Rua Homero Batista, n° 167 – Vila Paim
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Rio dos Sinos
Av. Atalíbio T. de Resende, n° 1157 – Rio dos Sinos
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Santo André
Rua Felipe Uebel, n° 600 – Santo André
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Santos Dumont
Av João A Koch (antiga av. 1), s/nº – Santos Dumont
Atendimento sala de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h
Estratégia Saúde da Família – ESF/UBS Trensurb
Rua Mauá, n° 3563 (junto à estação Unisinos)
Atendimento salas de vacinas: 2ª a 6ª feira – 8h30 às 11h30 e 13h30 às 16h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *