Famílias permanecem morando em área onde barreira destruiu casas em Maceió

FONTE G1
//

A gente vive com medo. Não dorme à noite e fica o tempo em vigília, observando se há alguma movimentação de terra. Fico apavorada quando escuto o barulho do barro caindo”. Esse é o relato de Sandra Evalda Gomes Ricardo, dona de casa que em uma grota na parte alta de Maceió, onde houve um deslizamento de barreira no fim de semana.
O medo é justificado pelos estragos dos últimos dias por causa das chuvas fortes. Sete pessoas morreram em deslizamentos de barreiras e os bombeiros ainda buscam duas desaparecidas. Em todo o estado, mais de 24 mil pessoas tiveram que deixar suas casas e 27 municípios decretaram situação de emergência.
Voltou a chover na manhã desta quarta-feira (31) e várias ruas amanheceram alagadas. Uma árvore caiu na Praça do Centenário, na Avenida Fernandes Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *