Governo estuda ações de estímulo à geração de emprego para quem tem até 29 anos e acima de 55 anos, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta sexta-feira (25), em entrevista coletiva na China, que o governo federal estuda um plano de estímulo à empregabilidade voltado para pessoas com até 29 anos e acima de 55. Ele também falou da possibilidade de que haja “menos direitos” para os trabalhadores em troca da criação de empregos.

Bolsonaro não deu detalhes sobre o plano. Na quinta-feira (24), o ministro da Economia, Paulo Guedes, informou que ações para geração de empregos para jovens e pessoas com baixa empregabilidade deverão ser a nova agenda econômica do governo.

Segundo Guedes, a ideia é bater o martelo com Bolsonaro após o retorno do presidente da viagem à Ásia. A proposta deverá ser enviada ao Congresso em novembro.

“O que o Paulo Guedes quer, juntamente com o Rogério Marinho [secretário especial da Previdência Social], é uma maneira de estimular o mercado de trabalho para o jovem, com até 29 anos, e também para quem tem mais de 55 anos de idade”, declarou Bolsonaro.

O presidente também disse estar “sentindo por parte do trabalhador” que é preferível ter menos direitos e mais empregos do que o contrário. Ele, no entanto, não informou quais direitos trabalhistas podem ser cortados.

Segundo Bolsonaro, não é possível alterar muito a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), que ele considera “totalmente engessada”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *