Homem e mulher são presos suspeitos de participação na morte de mãe e filha em Erechim.

FONTE G1//Um homem e uma mulher foram presos na quinta-feira (28) nas cidades de Erechim, no Norte do estado, e em São leopoldo na Região Metropolitana de Porto Alegre. Eles são suspeitos de terem participação na morte de Geneci Tluszc, 49 anos, e Fabíola Tluszc, 26 anos, respectivamente mãe e filha.

A duas foram encontrados na noite de domingo (24). A filha foi encontrada já morta, e a mãe foi levada ainda com vida para o Hospital Santa Terezinha, mas não resistiu. Uma criança de 6 anos, filha de Fabíola, estava desaparecida, mas foi encontrada com a família do pai da criança, e levada para a família materna.

O principal suspeito do crime era o ex-companheiro de Fabíola, que foi preso em São Leopoldo e confessou o crime.

A polícia chegou ao paradeiro dos dois por meio de buscas. Ao cumprir o mandado de prisão contra Samara de Paula Loraschi em Erechim, encontraram em seu carro um recibo de compra feita na cidade de São Leopoldo, onde o principal suspeito do crime Amauri Borba Schorn possui parentes.

Os policiais entraram em contato com a Delegacia de Homicídios de São Leopoldo, que localizou Amauri na casa de parentes. Ao se deparar com os policiais, ele tentou fugir pulando o muro, mas acaboui preso.

Como não estava com documentos, e insistiu em fornecer identidade falsa, conforme a polícia. No entanto acabou confessando o crime.

No dia 22 , Fabíola tinha obtido na Justiça medida protetiva contra o ex-companheiro. Conforme o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS), foi concedida proibição de aproximação do homem, que ainda não poderia fazer contato com a mulher de nenhuma forma. A medida protetiva tinha validade de 120 dias. No entanto, ela foi morta dois dias depois.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *