Hospital Centenário adota medidas para prevenir H1N1

Máscaras estão sendo distribuídas para pacientes, familiares e acompanhantes que apresentam sintomas gripais

Apesar de não ter casos confirmados de gripe H1N1 neste ano, o Hospital Centenário está adotando medidas que tem como objetivo reduzir os riscos de disseminação da doença. Entre essas medidas está a disponibilização de máscaras para todos os pacientes que apresentarem sintomas gripais, seus familiares e acompanhantes. A equipe de atendimento também usará as máscaras de proteção que reduzem a dispersão viral através da via aérea, pela tosse e espirro.

Para atender aos casos de suspeita de gripe, leitos são remanejados na emergência para pacientes adultos e na pediatria para bebês e crianças. O diretor médico do Hospital Centenário, Breno Millman, explica como funcionará o atendimento aos pacientes: “Se o paciente adulto não necessitar de internação ele recebe o atendimento e já sai com o Tamiflu para fazer otratamento em casa. No entanto, se precisar de internação ele recebe a máscara e é encaminhado para um dos leitos do isolamento. A partir daí aciona-se o pessoal do controle de infecções para realizar os testes necessários”.

No caso das crianças, o atendimento será feito na portaria da Operação Inverno e não mais na emergência. Em caso de internação com suspeita de H1N1 a criança será encaminhada para um dos leitos de isolamento da pediatria. É também recomendado que pessoas portando sinais de gripe ou resfriado não visitem familiares ou amigos internados, já que estes pacientes, frequentemente, têm seu sistema imunológico alterado, estando mais predispostos a quadros gripais graves. Para aqueles que precisarem realizar as visitas, o hospital recomenda que lavem bem as mãos e usem álcool gel.

 

Grupo de risco

Pessoas consideradas do grupo de risco possuem sistema imunológico deprimido e estão mais propensas a adoecer. São elas:

Crianças de 6 meses a 5 anos

Gestantes

Idosos

Profissionais da saúde

Povos indígenas

Pessoas portadoras de doenças crônicas

 

Saiba mais sobre a doença:

* Evitar aglomeração de pessoas é uma das principais formas de prevenir a gripe;

* A principal forma de transmissão não é pelo ar, mas pelo contato com superfícies contaminadas;

*Lavar com muita frequência as mãos com água e sabão ou álcool gel;

* O álcool gel mata o vírus influenza (H1N1);

* Usar lenço descartável para higiene nasal;

* Lavar sempre as mãos após tossir ou espirrar;

* Não dividir objetos de uso pessoal;

* Evitar bebedouros públicos;

* O uso de vitamina C ajuda a fortalecer o organismo, mas por si só não previne a H1N1;

* Água de tanques ou caixas de água não transmitem o vírus, pois ele transmitido por via respiratória;

* Uma gripe convencional forte não pode se converter em influenza do tipo A

 

Tatiane Brandão

Assessoria de Comunicação do Hospital Centenário

Fonte: Prefeitura SL

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *