Itália prorroga decreto com normas anti-Covid até 7 de outubro

FONTE: O SUL

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, assinou no domingo (06) um novo decreto que prorroga as medidas de prevenção e combate para evitar a disseminação do novo coronavírus (Sars-CoV-2) em mais 30 dias, informou o governo italiano em nota oficial.

O documento tem poucas alterações em relação ao assinado, pela primeira vez em 7 de agosto, mantendo a obrigação do uso de máscaras em locais públicos e proibindo o funcionamento de casas noturnas por todo o país. Estádios também não podem receber público para eventos.

Entre as poucas novidades em relação ao decreto inicial, está a autocertificação para entrada na Itália de pessoas provenientes de países até então “proibidos” para atestar que se residirá junto a uma pessoa, “mesmo que não convivente”, com a qual “exista uma relação afetiva estável”. A autocertificação servirá também para a notificação da ASL (Agência Sanitária Local) e será obrigatória uma quarentena de 14 dias.

Entre os 17 países afetados por essa medida, está o Brasil. Ou seja, se um brasileiro tiver uma pessoa que se encaixa nesse perfil, poderá apresentar a autocertificação para entrar no país. Para as demais nações, as regras de entrada continuam as mesmas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *