Joesley diz que mantinha contrato fictício para manter boa relação com Cardozo.

FONTE G1//O empresário Joesley Batista, um dos donos da J&F, afirmou em depoimento ao Ministério Público Federal que mantinha um contrato fictício de prestação de serviços para manter boa relação com o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo.
O pagamento, segundo Joesley, se dava por meio do escritório de advocacia de Marco Aurélio Carvalho, “que emitia mensalmente notas de R$ 70 mil ou R$ 80 mil para contratos fictícios”. Sem dar detalhes, o empresário afirmou que parte desse dinheiro iria para Cardozo. Tanto o ex-ministro quanto Carvalho negam.
O empresário menciona ainda um jantar na sua casa com Cardozo e Carvalho –Joesley disse ter gravado o encontro. Ele afirmou que a conversa com Cardozo “envolveu a Lava Jato”, mas não tinha nada de errado, segundo ele, que queria saber como estava andando a operação a fim de saber se tinha solução para ele fora da colaboração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *