Morre bebê queimada por homem que ateou fogo na ex-mulher em Caxias do Sul.

FONTE G1//A bebê queimada junto com a madrinha pelo ex-companheiro, na madrugada de sábado (4), em Caxias do Sul, na Serra do Rio Grande do Sul, morreu na tarde desta segunda-feira (6). A menina de oito meses estava internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica do Hospital Geral, em estado gravíssimo, mas não resistiu aos ferimentos.

Conforme a polícia, ela estava no colo de sua madrinha, uma mulher de 32 anos, no momento que o ex-marido ateou fogo nas duas. A mulher segue internada em estado grave no Hospital Geral do município.

O homem e a mulher estavam separados havia algum tempo, e têm três filhos, que estavam na residência quando o fato aconteceu, mas não sofreram nada. O ex, que residia no mesmo bairro, foi até a casa e teria discutido com a mulher, antes de atear álcool e fogo.

Ele foi preso em flagrante horas depois de cometer o crime, e a prisão foi convertida em temporária pela Justiça. Segundo o delegado Caio Fernandes, o suspeito não falou durante o depoimento e foi recolhido ao Presídio Regional de Caxias do Sul.

Duas testemunhas presenciais foram ouvidas, e confirmaram os fatos.

Mulher recém havia conseguido uma medida protetiva

De acordo com a Justiça de Caxias do Sul, a mulher tinha duas medidas protetivas contra o ex-companheiro, que o proibia de se aproximar e manter contato com ela. Ela havia feito os pedidos porque sofreu agressões por parte do ex-marido e registrou ocorrência na Polícia Civil.

A primeira medida protetiva foi solicitada à Justiça em abril deste ano e ainda tinha validade. Porém, ela fez um novo pedido, que foi deferido na quarta-feira (1).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *