No reencontro após a Copa do Brasil, Inter e Athletico-PR empataram em 1 a 1 no Brasileirão

FONTE: O SUL

No reencontro após a final da Copa do Brasil, Internacional e Athletico-PR se enfrentaram na noite desta quinta-feira (31), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, em partida válida pelo Brasileirão. Diante de mais de 20 mil torcedores, as equipes empataram em 1 a 1.

Os gols foram marcados por Rodrigo Lindoso, para o Colorado, e Rony, para o Furacão. O Inter ainda teve um pênalti perdido e um gol anulado.

Primeiro tempo

O jogo começou intenso. O Athletico trocando passes e o Inter marcando no campo de ataque. Mas o Colorado logo reagiu e começou a buscar o gol. Aos 11′, o gol dos donos da casa saiu. Lindoso recebeu passe de Guerrero, tocou por cobertura mandando para as redes. O bandeirinha assinalou impedimento, mas o lance foi para revisão do VAR, que validou a jogada.

A alegria colorada durou apenas seis minutos. O Athletico saiu em busca do empate e achou. De voleio, Rony acertou o cantinho, sem chance para defesa de Marcelo Lomba.

No lance, Madson passou por Zeca (que fica caído). O jogador colorado ouviu algumas vaias da torcida. O empate do Furacão desestruturou o Inter defensivamente. O adversário era mal marcado e conseguia subir ao ataque com extrema facilidade.

A partir dos 27′, foi uma sequência de chances perdidas pelo Athletico. Primeiro, Bruno Nazário arriscou da entrada da área, e a bola passou perto. Aos 28′, o Colorado saiu jogando errado e Nikão chegou na cara do goleiro e bateu sem muita força. E, aos 29′, Marco Ruben recebeu o lançamento na área, mas não conseguiu ajeitar o corpo e chutou para fora, para alívio colorado.

O Internacional sentiu a pressão e foi para cima. Aos 31′, Guerrero, na área, bateu de esquerda. A bola saiu rente à trave. Já aos 42′, mais uma chance perdida pelo Athletico. Nikão fez Marcelo Lomba trabalhar e quase virou para o Furacão.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com ataque colorado. A bola sobrou para Guerrero que dominou, tentou driblar o goleiro adversário, bateu sem equilíbrio para fora da meta.

Zé Ricardo fez a primeira troca aos 16′. Colocou Wellington Silva no lugar de Patrick. Depois a mexida, o Colorado quase ampliou. Edenílson arrancou e tocou para D’Alessandro, que chutou de fora da área, por cobertura, e acertou o travessão.

Na sequência, o Atlhetico quase virou o placar com Rony, mas Heitor salvou.

Aos 31′, Zé Ricardo chamou Nico López para o lugar de Parede. Logo após a entrada, o camisa 7 chutou em cima do Márcio Azevedo e os jogadores reclamaram de pênalti. Após revisão do VAR, a penalidade máxima foi confirmada. Guerrero fez a cobrança, mas o goleiro Santos defendeu.

No lance seguinte, menos de 1 minutos depois, o mesmo Guerrero marcou para o Inter, mas o VAR, dessa vez, anulou o gol por impedimento.

No último ataque do jogo, o Athletico quase marcou o segundo, mas o árbitro apitou o fim da partida.

Há quatro rodadas sem vitória no Brasileirão, o Colorado saiu de campo vaiado pela sua torcida.

Com o resultado, o time gaúcho chegou aos 46 pontos e permanece na 6ª colocação da competição, atrás do rival, Grêmio, que tem 47. No domingo (3), o Tricolor é o próximo adversário do Inter.

Ficha técnica

Internacional: Marcelo Lomba, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta, Zeca, Rodrigo Lindoso (Wellington Silva), Edenílson, Heitor, Patrick, D’Alessandro, Guilherme Parede (Nico López), Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Athletico-PR: Santos, Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira, Adriano (Márcio Azevedo), Wellington, Bruno Guimarães, Bruno Nazário (Camacho), Nikão, Rony, Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes.

Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha.

VAR (árbitro de vídeo): Elmo Alves Resende Cunha. Quarteto de Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *