Operação Bunker apreende drogas avaliadas em 120 mil reais na Capital

Policiais da 3ª Delegacia de Investigação do Narcotráfico (DIN)  do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc), prenderam em flagrante nesta sexta-feira (08/07) dois homens, no bairro Jardim Ipu, na Capital. A dupla é suspeita de ser responsável por gerenciar um grande depósito de drogas e armas em Porto Alegre.

Segundo o delegado Rafael Pereira, a ação foi resultado de cumprimento de mandado de busca e apreensão no bairro Jardim Ipu, oriundo de investigação que comprovou a existência de um grupo violento que abastecia diversos pontos de venda de drogas na região metropolitana. Na residência objeto das buscas foram apreendidas cinco armas de fogo, sendo três pistolas calibre 9mm., uma pistola .40, um revólver Magnun calibre 357. Tais armas eram utilizadas em crimes violentos como homicídios e também alugadas para o cometimento de roubos. Ainda foram apreendidas cerca de 250 munições.

No local foram apreendidos diversos tipos de drogas, mais de sete quilos de crack, três quilos de cocaína, 24 quilos de maconha,  237 comprimidos de ecstasy, cinco balanças de precisão,  grande quantidade de material utilizado para embalar drogas, caderno de anotações com a contabilidade do tráfico em larga escala e dois veículos, sendo um deles considerado de luxo. O crack apreendido renderia até 60 mil pedras (doses) da droga. As drogas são avaliadas em pelo menos 120 mil reais.

Um dos presos possui antecedentes por diversos homicídios, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo,  contra ele já havia mandado de prisão temporária expedido pela comarca de Gravataí. O outro preso possui antecedentes por tráfico e associação. O grande êxito da operação resultou na descapitalizacão de um grupo criminoso e na prisão de dois dos principais gerentes de tráfico da região – salientou o delegado.

De acordo com o Diretor de Investigações do Narcotráfico, delegado Mario Souza, com essa ação o Denarc não só desarticula facção criminosa, como também gera prejuízo considerável ao tráfico de drogas.” E complementa que “as investigações continuam”.

Após os trâmites legais,os presos serão encaminhados ao sistema prisional.

Disque denúncia

FONE 0800 518 518

E-MAIL www.pc.rs.gov.br

E-MAIL [email protected]

WHATS E TELEGRAM (51) 84187814

Fonte:Policia Civil RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *