Operação combate a apologia ao nazismo no Rio Grande do Sul e em mais seis Estados

FONTE: O SUL

O Ministério Público fluminense e a Polícia Civil deflagraram, na manhã desta quinta-feira (16), a Operação Bergon para combater a apologia ao nazismo no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Foram cumpridos quatro mandados de prisão e 30 de busca e apreensão contra pessoas que se autodeclaram nazistas. Três foram presas em Campos dos Goytacazes (RJ), Valença (RJ) e Suzano (SP). No Rio Grande do Sul, dois jovens são investigados em Porto Alegre.

De acordo com o Ministério Público, o grupo é suspeito de praticar, divulgar e instigar a realização de atos de discriminação e preconceito em relação à raça, cor, etnia e procedência nacional, além do crime de corrupção de menores. Os investigados também negociam a compra de armas.

O grupo publica, em redes sociais e em aplicativos de mensagens, fotografias, imagens e textos de cunho racista, homofóbico, antissemita ou nazista. As investigações duraram sete meses e começaram após um alerta do Cyber Lab e da Homeland Security Investigations, órgãos do governo dos EUA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *