Policial civil é preso por vender informações sigilosas para criminosos no Rio Grande do Sul

O MP (Ministério Público) deflagrou na manhã desta terça-feira (19) uma operação contra um policial civil suspeito de acobertar criminosos e cobrar por informações sigilosas solicitadas por pessoas ligadas à prática de jogos de azar, tráfico de drogas, rec

Suspeito cobrava entre 200 e 500 reais pelas informações sigilosas (Foto: MP/Divulgação)
Suspeito cobrava entre 200 e 500 reais pelas informações sigilosas (Foto: MP/Divulgação)

eptação e estelionato.

Na ação, chamada de Barbeiro, foram cumpridos mandados prisão e busca e apreensão nas cidades de Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo, e Lajeado, Vale do Taquari. Conforme as investigações, o policial civil cobrava entre 200 e 500 reais pela venda de informações do sistema informatizado de Segurança Pública do Rio Grande do Sul. Ele também informava sobre o andamento de investigações realizadas por colegas.

O polcial também é suspeito de participação em crimes praticados por um homem que utiliza o CPF de terceiros para comprar mercadorias sem realizar o pagamento e é investigado por envolvimento com um estelionatário que utilizava um falso registro da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de uma advogada para praticar golpes.

Fonte: O Sul

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *