Portuguesa Ana Teresa Pereira vence Prêmio Oceanos de Literatura.

FONTE CORREIO DO POVO//O Itaú Cultural e o Prêmio Oceanos anunciaram, no final da manhã desta quarta-feira, em São Paulo, os quatro vencedores do Oceanos – Prêmio de Literatura em Língua Portuguesa. Na mesa com a presença do diretor do Itaú Cultural Eduardo Saron, do cônsul de Portugal em SP, Paulo Lourenço, e dos curadores Ana Souza Dias, Selma Caetano e Manuel da Costa Pinto foi revelado o nome da autora portuguesa Ana Teresa Pereira como vencedora, com o livro “Karen”, que trata de duplos, mistério e vidas imaginárias da protagonista.

Após a divulgação, foi realizada uma conversa sobre os vencedores pelos membros do júri Oceanos 2017, que também fizeram um balanço sobre esta edição. Para encerrar o encontro, houve uma conversa virtual com a vencedora, que receberá o prêmio de 100 mil reais. Os demais vencedores foram Silviano Santiago com “Machado”, e o português Hélder Moura Pereira com “Golpe de Teatro”; recebendo respectivamente os prêmios de 60 e 40 mil reais. A premiação de quarto lugar, 30 mil reais, será dividida entre Bernardo Carvalho com “Simpatia pelo Demônio” e Maria Teresa Horta com “Anunciações”.

Dos 10 finalistas, dois foram livros de poesia, dois de contos e seis romances de seis autores brasileiros e quatro portugueses. Os finalistas foram escolhidos a partir de uma lista de 51 semifinalistas. Mais detalhes pelo site.

O Oceanos é realizado em parceria com o Itaú Cultural, que desenvolve a governança do prêmio e a tecnologia que permite que os livros circulem digitalmente entre curadores e jurados. Já o Itaú Unibanco participa como patrocinador ao lado da CPFL Energia, do Instituto CPFL e do governo de Portugal, por meio do Fundo de Fomento Cultural Português. A curadoria desta edição está a cargo da jornalista portuguesa Ana Sousa Dias e dos brasileiros Manuel da Costa Pinto e Selma Caetano.

Neste ano, a premiação passou a contemplar obras publicadas em todos os países lusófonos, atingindo a cifra histórica de 1.215 livros inscritos em sua primeira fase – todos eles com primeira edição em 2016. As obras foram avaliadas por 50 jurados brasileiros e 15 portugueses, que também elegeram entre seus membros os dez integrantes dos Júris Intermediário e Final. Das 51 obras classificadas para a etapa intermediária do prêmio, 31 eram de autores brasileiros, 19 de escritores portugueses e uma de autor angolano. Dos 19 livros portugueses, nenhum havia sido publicado no Brasil e 11 autores ainda não foram publicados aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *