Presídio Estadual de Lajeado é interditado e secretaria abre sindicância para apurar fuga de preso

FONTE G1
//
Presídio Estadual de Lajeado é interditado e secretaria abre sindicância para apurar fuga de preso
Afuga de um preso que fingiu ter passado mal na noite de segunda-feira (26) no Presídio Estadual de Lajeado, no Vale do Taquari, interior do Rio Grande do Sul, foi o estopim para a Justiça decretar a interdição total da cadeia. A decisão anunciada nesta terça-feira (27) proíbe a entrada de qualquer preso no pelo prazo de 90 dias.
Segundo o juiz Luís Antônio de Abreu Johnson, diretor da Comarca de Lajeado, foi constatado em uma vistoria no presídio superlotação e condições precárias de infraestrutura.
“São recorrentes casos de fuga de presos do regime fechado e semiaberto, com as consequentes operações para a recaptura, o que implica a necessidade de mobilizar efetivo policial especificamente para a recaptura de presos, estando uma vez mais a população local sujeita aos riscos daí recorrentes”, afirmou o magistrado em sua decisão.
A Secretaria da Segurança Pública do Rio Grande do Sul também determinou a abertura de uma sindicância para apurar as circunstâncias da fuga do preso, que foi resgatado por comparsas após fingir dores no peito e ser levado de ambulância até uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.
Na unidade de saúde, três homens armados com fuzis abordaram os agentes penitenciários e efetuaram diversos disparos. Ninguém ficou ferido, mas um agente penitenciário foi levado como refém pela quadrilha e foi libertado horas depois, sem ferimentos.
“É claro que compreendo que fugas existem, infelizmente, mas de qualquer forma queremos uma investigação rigorosa para saber exatamente o que aconteceu”, destacou o secretário da Segurança Pública do estado, Cezar Schirmer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *