Presos suspeitos de participação em morte de argentino em Porto Mauá.

FONTE G1//Dois suspeitos de terem matado um argentino e ferido outro estrangeiro em Porto Mauá foram presos no Noroeste do Rio Grande do Sul, na última terça-feira (24). O crime aconteceu no dia 26 de agosto e, conforme a polícia, está relacionado com o tráfico de drogas. Uma terceira pessoa foi presa por porte de arma de fogo, mas não tinha relação com o crime.

Os dois alvos de prisão preventiva decretada pela Justiça são apontados pela polícia como responsáveis pela morte do argentino Cezar Marques, e por terem esfaqueado um segundo estrangeiro do mesmo país durante uma negociação relacionada ao tráfico de drogas.

Cezar e o amigo haviam viajado para o Brasil para participar da negociação criminosa, conforme informações do delegado Tiago Teske. “Eles vieram para fazer um acerto referente à venda de drogas com os autores do homicídio”, explicou o delegado.

Os presos estavam escondidos em uma espécie de acampamento, quando foram presos pela polícia. “Eles estavam dormindo quando os policiais chegaram e não esboçaram reação”, disse o delegado.

Com o cumprimento da prisão preventiva, a polícia terá 10 dias para conclusão do inquérito que deve indiciar os dois por homicídio e tentativa de homicídio.

Após consulta com as autoridades argentinas, a polícia verificou que o estrangeiro morto e o sobrevivente já tinham envolvimento com atividades criminosas em seu país de origem.

Já os suspeitos brasileiros presos ficaram em silêncio no momento da prisão. De acordo com o delegado, eles têm passagens por roubo, porte de arma, tráfico de drogas, entre outros crimes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *