Queda de braço: William repete caso Aránguiz e força barra para deixar Inter

Antes xodó, William agora convive com o descontentamento colorado. O lateral-direito decidiu que não deseja mais permanecer no Beira-Rio e quer ser negociado com a Europa. Com isso, pode forçar a negociação e repetir caminho semelhando ao do chileno Charles Aránguiz em 2015.
A nova direção, tão logo venceu a eleição, ainda em dezembro, buscou um encontro com o jogador de 21 anos e seus representantes. Na ocasião, já houve a manifestação do desejo de não renovar e trocar de ares. A cúpula não se deu por vencida e fez nova investida. Em vão.
– Logo após a eleição, ao tomarmos conhecimento do curto contrato, chamamos o empresário e o jogador para conversar. Eles já manifestaram interesse em não renovar. Tinham uma proposta, mas deixamos claro que queríamos a renovação. Voltamos a falar em janeiro. Fizemos uma proposta de extrema valorização ao jogador. Ele novamente disse que sonha em atuar na Europa – explica Roberto Melo.

A oferta citada pelo vice de futebol colorado é do Wolfsburg. O clube alemão apresentou uma proposta no valor de 3,5 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões) pelo lateral-direito, valor que o clube considera baixo, tendo em vista a baixa idade do atleta, que foi campeão olímpico com a seleção.
O episódio lembra o que ocorreu com Aránguiz, contratado justamente em 11 de janeiro de 2014. Há um ano e meio, o chileno também evidenciou que, apesar de gostar do Inter, pretendia rumar ao Velho Continente. E fez mais. Mesmo que a antiga gestão tenha definido que seu preço era de 15 milhões de euros (R$ 56 milhões à época), número apresentado pelo inglês Leicester, o gringo bateu perna e disse que desejaria se transferir para o Bayer Leverkusen.
Os alemães, por sua vez, tinham uma oferta muito menor que os ingleses. A primeira foi na casa dos 9,7 milhões de euros (cerca de R$ 36,47 milhões). Depois, elevaram para 10,2 milhões de euros até chegar ao valor definitivo para a transação, à qual foi sacramentada em 13 milhões de euros (R$ 50 milhões). Mesmo assim, aquém ao pleiteado pelos gaúchos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *