Réus do incêndio na Boate Kiss serão julgados em março e abril do ano que vem

FONTE: O SUL

O juiz Ulysses Louzada, da 1ª Vara Criminal de Santa Maria, na Região Central do RS, definiu a data do julgamento dos réus no caso do incêndio na Boate Kiss.

Em 16 de março de 2020, serão julgados pelo Tribunal do Júri o sócio da boate Mauro Hoffmann e o músico Marcelo Santos, integrante da Banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no dia da tragédia.

Em 27 de abril, serão julgados o outro sócio da boate, Elissandro Spohr, conhecido como Kiko, e o músico Luciano Bonilha.

Os julgamentos, que devem durar alguns dias, serão realizados no município que foi palco da tragédia. O incêndio ocorreu em 27 de janeiro de 2013 e matou 242 pessoas, a maioria jovens.

“O julgamento de dois réus por sessão oportunizará às partes um melhor preparo, maior tempo para tratar de cada fato e, principalmente, maior tranquilidade aos jurados para decidir o futuro dos acusados”, afirmou o juiz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *